ASSINE

Tem dormido mal? Entenda se você sofre de ansiedade noturna

A melhor forma de começar bem o dia é ter uma boa noite de sono. A receita pode não ser novidade, mas algumas pessoas apresentam problemas para conseguir dormir

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 18/05/2021 às 17h39
Ansiedade noturna consiste na dificuldade de pegar no sono
Ansiedade noturna consiste na dificuldade de pegar no sono. Crédito: Pixabay

A melhor forma de começar bem o dia é ter uma boa noite de sono. A receita pode não ser novidade, mas é que algumas pessoas apresentam problemas para alcançar o sono profundo, para dormir cedo ou acordar revigorado no dia seguinte. Especialmente durante a pandemia do novo coronavírus, as atenções se voltaram para a qualidade do sono - um período necessário e que faz toda a diferença na mente e no corpo.

Há pouco mais de um ano a rotina mudou, mas a necessidade de uma boa noite de sono continua a mesma. Em meio a tantas notícias ruins, como a perda de parentes ou amigos pela Covid-19, dificuldades financeiras que nasceram ou se intensificaram com o risco da contaminação, o período noturno é, mais do que nunca, o momento para relaxar e tentar tirar o foco das preocupações. É o que afirma a psicóloga Adriana Müller, comentarista da Rádio CBN Vitória.

"O período de pandemia, de incertezas, interfere na qualidade do sono das pessoas, causando dificuldade pra dormir. Um dos aspectos que tem se tornado frequente é a ansiedade noturna", disse em entrevista ao jornalista Fábio Botacin, no quadro CBN e a Família.

A psicóloga explica que o sono integra a rotina de qualquer pessoa, independente da quantidade de horas dormidas por noite.

"Nosso corpo e nossa mente precisam de uma boa noite de sono. Se tivermos alguma privação de forma recorrente, começamos a sentir efeitos. Reagimos de forma diferente. Isso acontece porque durante o sono vários processos de limpeza, de restauração e de reparação acontecem", completa.

Adriana Müller estabelece que a ideia de uma boa noite de sono tem relação com a renovação para o dia seguinte. Seja para o trabalho ou para os estudos, o período noturno é o responsável pela reparação de todo cansaço vivido durante o dia.

Preocupações com pessoas ou com dívidas podem influenciar na maneira como as pessoas se comportam durante o sono, assegura a comentarista.

Adriana Müller

Psicóloga e comentarista da CBN Vitória

"Ansiedade noturna é quando se deita pra dormir, quando tudo já foi encerrado, e as preocupações vêm à mente. É como se fosse preciso resolver tudo naquele instante, mas não dá pra ligar pra outra pessoa ou encontrar alguém durante a madruga. A aflição acontece enquanto a pessoa deveria estar dormindo"

A diferença para a ansiedade que já conhecemos tem a ver, é claro, com o período em que ocorre. A ansiedade noturna atrapalha o desenvolvimento do sono com as preocupações que são comuns em outros transtornos.

MAS COMO SAIR DESSE LABIRINTO?

Adriana explica que não havendo solução para o problema naquele momento, ou seja, não é possível fazer contatos ou negociar datas, a saída do labirinto é insistir no sono.

Adriana Müller

Comentarista da CBN Vitória

"Pra sair dessa situação, respire, essa é a primeira coisa. Deitado, você faz um exercício que conecta o corpo, se concentra. É como se você estivesse conversando como uma criança, explicando o que deve ou não ser feito naquela hora do dia. A ansiedade não pode roubar nosso sono"

Ela acrescenta que ouvir uma boa música ou rememorar uma boa história também são práticas que ajudam a tirar o foco de atenção das preocupações. O estado de nervo durante a madrugada é evidenciado, por exemplo, por uma respiração acelerada, relata a comentarista.

Questionada por um ouvinte sobre a frequência dos sonhos, Adriana afirmou que eles acontecem mesmo que a gente não consiga lembrar no dia seguinte.

"É impossível deixar de sonhar. Ele também faz parte do movimento do sono. Nem sempre a gente vai se lembrar do que sonhou, mas o importante é a forma como acordamos no dia seguinte", finaliza.

COMO MELHORAR A QUALIDADE DO SONO?

  1. 01

    TENHA UMA ROTINA

    Uma boa dica é organizar e planejar o tempo. Na medida do possível, uma regularidade nos horários das suas atividades diárias. Estabelecer um padrão sempre favorece o bom sono. 

  2. 02

    CRIE UM AMBIENTE PROPÍCIO

    As pessoas precisam de um mínimo de paz e sossego para relaxar. Para isso, a atmosfera ao redor precisa oferecer aquela sensação boa de acolhimento. Um quarto silencioso, protegido do barulho da rua, fresco e com iluminação indireta já ajuda muito. 

  3. 03

    SILENCIE AS NOTIFICAÇÕES

    Evite receber contatos quase na hora de dormir. Outra possibilidade é ser despertado pela notificação de um e-mail de trabalho, que poderia ser lido perfeitamente de manhã. A dica é silenciar as notificações, pra que pelo menos no momento do sono você não saiba o que acontece lá fora.

Internet cbn cotidiano cbn vitoria Tecnologia Comportamento Celular Sono Pandemia Adriana Müller

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.