ASSINE

10 alimentos bons para o cérebro e para a memória

Frutas, peixes e algumas bebidas são exemplos de alimentos que ajudam no combate ao esquecimento no dia a dia

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 19/05/2021 às 02h00
Alimentos saudáveis: legumes, verduras, grãos e frutas
Os alimentos que têm a funcionalidade de melhorar o estado de atenção e a cognição, podem ser incluídos em um hábito alimentar saudável. Crédito: shutterstock

Uma alimentação equilibrada é extremamente bem-vinda ao cérebro e, consequentemente, para a memória. Estudos comprovam que frutas, peixes e algumas bebidas são exemplos de alimentos que ajudam a diminuir os esquecimentos do dia a dia.

A médica nutróloga Marcela Garcez conta que alguns alimentos realmente são bons para o cérebro e memória. Os chamados nootrópicos supostamente são capazes de ajudar a melhorar o desempenho mental sem efeitos colaterais negativos. "São alimentos ricos em substâncias que estimulam a nossa capacidade cognitiva, seja por um incremento na memória, atenção, concentração ou motivação. Alguns alimentos nootrópicos são utilizados desde a antiguidade como o café e o cacau, por exemplo".

Os alimentos que têm a funcionalidade de melhorar o estado de atenção e a cognição, podem ser incluídos em um hábito alimentar saudável. "São indicados quando há necessidade de melhora na performance do cérebro, da memória e da concentração", diz Marcela, que é diretora da Associação Brasileira de Nutrologia.

NUTRIENTES

A nutricionista Drielly Daltoé conta que o complexo B, principalmente as vitaminas B6 e B12, está relacionado à memória e ao funcionamento do cérebro. "Nos alimentos, essas vitaminas são encontradas em carnes, peixes, ovos, vegetais verde escuros, castanhas, nozes e no abacate".

Este vídeo pode te interessar

Outro importante aliado do cérebro e da memória é o ômega 3, tanto da forma natural como na suplementação. "Naturalmente, é encontrado em sementes de linhaça e nos salmões de boa procedência. Fora isso, a suplementação constante já produz bons resultados para a memória a partir de três meses de uso", explica. 

De acordo com a profissional, a recomendação é incluir esses alimentos nas refeições sempre que possível. "Nem que seja em apenas uma por dia, todos os dias, incluindo o fim de semana. E também é importante sempre pensar a longo prazo, pois leva um tempo de, pelo menos, dois a três meses para começar a enxergar os benefícios".

PROPRIEDADES BENÉFICAS

O médico nutrólogo e cardiologista Juliano Burckhardt, membro da Associação Brasileira de Nutrologia e da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), explica que, na hora de fazer a refeição, alguns alimentos com propriedades benéficas para a memória devem ser escolhidos. "O ômega 3, por exemplo, auxilia na comunicação entre os neurotransmissores, fazendo com que a memória e a concentração sejam fortalecidas. Para estudar, sua ingestão é recomendada, pois facilita bastante no processo de aprendizado".

Já vitaminas do complexo B contribuem com o desenvolvimento dos neurônios, além de melhorar a memória ao facilitar a comunicação entre os neurotransmissores. Juliano reforça que os carboidratos auxiliam na liberação de glicose para o organismo, possibilitando que o indivíduo consiga ter mais energia e consiga memorizar mais rapidamente, ajudando no aprendizado. Vale ainda apostar no ferro, nos nitratos e na cafeína. "Não vejo contra-indicações, porém as recomendações são individuais", reforça. Os profissionais listaram 10 alimentos bons para o cérebro e para a memória. 

  1. A Gazeta - 686hjp
    01

    Cacau ou chocolate amargo

    São ricos em flavonoides, antioxidantes potentes e substâncias estimulantes que atuam como agentes anti-inflamatórios, beneficiando a saúde cerebral e cardiovascular. Consumir chocolate regularmente pode beneficiar a memória recente e o processamento de informações visuais.

  2. A Gazeta - 0s0lgqg5r
    02

    Mirtilo

    É considerado um dos alimentos mais poderosos para a saúde cerebral por ser uma fruta muito rica em polifenóis antioxidantes, vitaminas e fibras, que possuem propriedades que auxiliam no atraso da deterioração da memória e da cognição. 

  3. A Gazeta - es14rahc1nm
    03

    Ovos

    São versáteis, sendo possível consumi-los em diversas formas de preparo e em várias refeições durante o dia, além de serem extremamente completos em termos de nutrientes. O alimento é rico em vitamina B12, que ajuda para um bom funcionamento do cérebro e da memória.

  4. A Gazeta - z62kz0o9
    04

    Brócolis

    Os verdinhos como o brócolis, espinafre, couve e rúcula são ricos em ácido fólico, atua na melhoria do DNA das células cerebrais e ajuda a reduzir significativamente o esquecimento.

  5. A Gazeta - 3wliolq3hfv
    05

    Peixes

    Alimento rico em nutrientes, especialmente as vitaminas B6, B12 e o magnésio. É importante revezar entre os peixes mais “magros” e mais “gordos”. No primeiro grupo, estão a tilápia, o linguado e o badejo. Já os mais “gordos” incluem o salmão, o atum e a truta, por exemplo. O salmão também é uma excelente fonte de ômega 3, mas por ser um peixe mais “gordo”, deve ser revezado com as outras opções mais magras.

  6. A Gazeta - szozpyq
    06

    Suco de uva

    Na sua forma 100% integral, o suco de uva comprovadamente contribui com a melhora na capacidade cognitiva, principalmente dos idosos. Isso porque no alimento contém proteínas que estimulam novas conexões entre os neurônios.

  7. A Gazeta - ecc5mbn7
    07

    Café

    A cafeína, e outros compostos bioativos presentes no café, como o ácido clorogênico e cafeico, contém elementos neuroprotetores que podem manter o cérebro muito mais saudável. Dentre os motivos para consumir café estão: maior alerta mental e melhoria do desempenho cognitivo, otimização da vigilância e do tempo de reação, além de uma melhor performance física.

  8. A Gazeta - so25pk5ttg
    08

    Abacate

    Alimento rico em nutrientes do complexo B e em magnésio, que são excelentes aliados para a memória. É versátil para a alimentação a qualquer hora do dia, já que é possível prepará-lo de forma salgada ou doce, em saladas, vitaminas, entre outros.

  9. A Gazeta - d943xje9
    09

    Nozes

    Possui fibras solúveis e ácido-graxo do tipo ômega 3 em sua composição que, além de equilibrar o colesterol, atua no combate ao estresse. O ômega 3 é responsável por amenizar os efeitos do estresse na rotina, ajuda reduzir sintomas como a fadiga e o cansaço mental.

  10. A Gazeta - fc59o97d
    10

    Azeite de oliva

    É no azeite de oliva que podemos encontrar o oleocantal. Substância importante nos estudos sobre o Alzheimer, já que existem evidências de que sua ingestão pode reduzir o risco de contrair a doença.

Fontes: Drielly Daltoé, Juliano Burckhardt e Marcela Garcez 

A Gazeta integra o

Saiba mais
Saúde Fique bem Alimentação Saúde

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.