Falta de cuidados com a beleza na quarentena pode afetar saúde mental

Se cuidar é essencial para manter a autoestima e a saúde emocional em dia. E não é só sobre skincare que estamos falando, especialistas recomendam práticas que te deixam mais leve,  mais feliz e mais satisfeita

Publicado em 11/06/2020 às 12h32
Atualizado em 11/06/2020 às 13h53
Skin care
Quando a pessoa se vê com o aspecto visual melhor, isso melhora o humor, a autoestima. Além de impulsionar a vontade de seguir com os cuidados. Crédito: Freepik

Sentir-se bem, mesmo com tudo o que vem acontecendo nas últimas semanas, é um grande desafio. Pessoas do mundo todo foram obrigadas a se recolher em suas casas pelas medidas de isolamento social durante a pandemia. Mas além dos cuidados com a saúde do nosso corpo, também é preciso dar atenção aos cuidados com a beleza que não devem ser considerados uma prática sem importância, pois interferem diretamente na saúde mental e no bem-estar.

A dermatologista Juliana Drumond conta que tem recebido vários relatos de pacientes que estão sofrendo por não poder realizar os procedimentos estéticos durante a quarentena e que isso tem afetado diretamente na autoestima. “As pessoas se queixam por não estarem se arrumando pra sair e pela sensação de que elas estão com um semblante cansado por conta de todas as preocupações da quarentena”.

A profissional explica que os principais procedimentos que estão sendo realizados no momento atuam no sentido de fazer com que as pessoas melhorem a percepção que elas têm de si mesmas. “Quando a pessoa se vê com o aspecto visual melhor, isso melhora o humor, a autoestima. Além de impulsionar a vontade de seguir com os cuidados, como ‘skincare’ e maquiagem”, diz Juliana.

“Algumas pacientes vêm até o consultório preocupadas por terem saído de casa, mas o confinamento é um momento que contribui pra que elas se sintam “pra baixo” ou desmotivadas. Quando elas se cuidam e gostam do que veem no espelho, o momento fica mais leve”, complementa.

Tente adaptar

Psicóla Yasmin Rebuzzi
A psicóloga Yasmin Rebuzzi recomenda cuidados que vão além da beleza. Crédito: Divulgação

De acordo com a psicóloga Yasmin Rebuzzi, a autoestima envolve fatores físicos e psicológicos. Ela está além da percepção externa, ou seja, daquilo que é visto no espelho. “Podemos conceituar a autoestima como a avaliação que nós fazemos de nós mesmos. Ela pode estar relacionada também a fatores externos, como trabalho, carreira e relacionamentos, tudo isso interfere nessa autopercepção”, explica.

A profissional salienta que viver um momento tenso como o atual, com rotinas alteradas e problemas coletivos colabora para um desequilíbrio destes fatores externos que influenciam diretamente na autoestima. “É supernormal que a nossa percepção sobre nós varie, porque ela está muito relacionada com a forma como percebemos as coisas acontecendo ao nosso redor”.

“Quando o cuidado com a beleza é muito importante para a pessoa, isso provoca nela um sentimento de satisfação. A ausência desse cuidado vai impactar diretamente na forma como ela vai se perceber e, consequentemente, em sua saúde mental e emocional”, complementa Yasmin.

Yasmin Rebuzzi

Psicóloga

"Faça um planejamento e separe um momento da semana para cuidar do cabelo, da pele, das unhas ou para ver um filme, ler um livro."

A orientação da psicóloga é focar no presente e desapegar do que era feito no passado. Além de investir em reinserir esses cuidados, porém de maneira que eles se adaptem à nova rotina. “Descobrir novas práticas de como cuidar da beleza, do cabelo, da pele é muito importante. Assim como buscar dicas na internet e trocar essas informações com as amigas. À medida que a gente vai se cuidando, aumentamos a sensação de bem-estar, de satisfação e de plenitude.”

“Faça um planejamento e separe um momento da semana para cuidar do cabelo, da pele, das unhas ou para ver um filme, ler um livro. Priorize práticas que te façam sentir mais alegre e com mais energia. Realizar atividades que nos fazem bem, incluindo os cuidados com o físico, fazem com que nos sintamos emocionalmente positivas”, conclui.

Fique bem Beleza Saúde mental

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.