ASSINE

Seu pet é bagunceiro? A estratégia é distrair o animal de estimação

Segundo a veterinária e comentarista da CBN Vitória, Tatiana Sacchi, o animal precisa receber estímulos. Caso contrário, ele vai arrumar por conta própria o que fazer, o que pode gerar uma verdadeira zona em casa

Publicado em 18/11/2020 às 18h24
Animais de estimação precisam se movimentar
Animais de estimação precisam se movimentar. Crédito: Pixabay

Você provavelmente já assistiu em algum filme ou até presenciou uma cena de destruição em casa provocada por animais de estimação. Entre o comportamento do pet e a bronca após a bagunça o dono tem alguma responsabilidade? Quem nos dá a resposta é a médica veterinária e comentarista da CBN Vitória, Tatiana Sacchi. Segundo ela, o animal é inteligente e precisa receber estímulos. Caso o responsável por ele não proponha nada, o pet vai arrumar por conta própria alguma atividade para fazer, o que pode gerar uma verdadeira zona em casa.

Em entrevista ao jornalista Fábio Botacin, durante o Clube Pet CBN desta quarta-feira (18), a especialista explicou que é necessário um envolvimento do dono ou dona com o animal, um compromisso que deve ser selado desde o início. Eles precisam de atenção. "Enquanto as pessoas têm uma rotina, planejam todo o dia fora de casa, convivem com outras pessoas, o animal permanece em casa", ressalta.

"Às vezes as pessoas querem um cão e criam uma expectativa após assistirem a um filme ou conhecerem alguém que tem o animal. Muitos chegam ao consultório dizendo que escolheu a raça pela internet, o que pode ocultar os pontos negativos", disse Tatiana Sacchi.

VEJA ALGUMAS SUGESTÕES PARA CUIDAR MELHOR DO SEU PET:

  1. 01

    ESTRATÉGIAS ALIMENTARES

    Oferecer o alimento de formas diferentes: coloque um pouco de ração dentro de uma garrafa pet e faça furos nas laterais para que o alimento saia aos poucos. Comece com furos grandes e vá diminuindo para que o cão não perca o interesse pela brincadeira. Outra opção, também na hora de comer, são os alimentadores lentos que retardam o tempo de ingestão da comida.

  2. 02

    ESTRATÉGIAS ALIMENTARES

    Procurar petiscos pela casa: esconda petiscos com cheiros e sabores diferentes, como bifinhos, cenouras e frutas pela casa para que ele gaste tempo procurando. Os quebra-cabeças para cães também são uma opção.

  3. 03

    ESTRATÉGIAS ALIMENTARES

    Brinquedos recheáveis: neles pode-se esconder petiscos. Eles também podem ser preenchidos com  patê e colocados no congelador. Eles podem ser oferecidos para o animal antes de o dono sair de casa e a distração pode durar algumas horas. Cuidado para não sair briga se tiver mais de um cão em casa.

  4. 04

    ESTRATÉGIAS OCUPACIONAIS

    Pendurar brinquedos em cordas para dificultar o acesso, oferecer bolas maciças para mastigar, esconder o brinquedo pela casa para ele procurar, deixá-lo dar voltas ao redor da casa, ter pisos com diferentes texturas são formas de distração.

  5. 05

    ESTRATÉGIAS OCUPACIONAIS

    Lembre-se que nada substitui um bom passeio na rua ou em parques, onde o cão gasta energia, vê o movimento de pessoas e animais, interage com outros bichos, sente cheiros e ouve barulhos diferentes, além de também pisar em diferentes texturas.

cachorro cbn cotidiano cbn vitoria Tatiana Sacchi Pets

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.