ASSINE

LGBTQIA+: o guia definitivo para entender as letras do alfabeto

O assunto voltou à discussão depois que a cantora Demi Lovato se declarou pansexual

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 30/03/2021 às 15h35
mãos dadas; bandeira lgbt
O movimento busca lutar pelos direitos e inclusão de pessoas de diversas orientações sexuais e identidades de gênero. Crédito: Freepik

Por conta do seu documentário 'Dancing With The Devil' a cantora Demi Lovato tem dado diversas entrevistas. Em participação mais recente no podcast 'The Joe Rogan Exprience', ela falou abertamente sobre sua sexualidade. "Não sei, eu sou tão fluida agora, e parte da razão de eu ser tão fluida é porque eu fui muito colocada 'no armário'", contou Demi. O apresentador perguntou se isso significava que ela gostava de homens e mulheres e perguntou como isso se chamava, ao que a cantora respondeu: "É, pansexual. (Eu gosto de) qualquer coisa, na verdade". Ela ainda brincou dizendo que ouviu alguém chamando a comunidade LGBTQIA+ de 'máfia do alfabeto', e gostou do nome. "Faço parte da 'máfia do alfabeto' com orgulho", disse Demi.

A 'máfia' é uma referência ao movimento, que nasceu com a sigla GLS (Gays, lésbicas e simpatizantes), e busca lutar pelos direitos e inclusão de pessoas de diversas orientações sexuais e identidades de gênero. Ao longo dos anos, o movimento passou por transformações e a incluir pessoas não heterossexuais e não cisgênero. Por conta disso, novas letras foram incluídas em sua sigla. Confira o significado de cada letra da sigla LGBTQIA+. 

L: o L se refere às lésbicas. Pessoa do gênero feminino que se sente atraída  afetiva e/ou sexualmente por pessoas do gênero feminino. 

G: o G se refere aos gays. Pessoa do gênero masculino que se sente atraída afetiva e/ou sexualmente por pessoas do gênero masculino

B: se refere ao bissexual. Pessoa que se relaciona afetiva e/ou sexualmente com pessoas de ambos os sexos/gêneros. 

T: se refere ao transexual ou transgênero. Aquele(a) que se identifica com o gênero diferente daquele atribuído no nascimento e deseja se reconhecido pela forma com que se identifica. Não há fase ou momento específico da vida em que a pessoa se identifica, podendo ocorrer em qualquer momento. A letra também se refere a travesti. Construção de gênero feminino oposta ao gênero designado  no nascimento, seguido de uma construção física, que se identifica na vida social, familiar, cultural e interpessoal através dessa identidade. 

Q: pessoa que se autoidentifica como o gênero queer trânsita entre os gêneros masculino e feminino ou em outro(s) gênero(s) que o binarismo não se aplica. O termo faz referência à teoria queer, que afirma que a orientação sexual e identidade de gênero são o resultado de uma construção social e não de uma funcionalidade biológica. 

I: se refere ao intersexo. Pessoa que nasce com o órgão sexual e/ou aparelho reprodutor ambíguos, e/ou diferença cromossômica diversa das definições tradicionais de "sexo feminino" e "sexo masculino". 

A: se refere ao assexual. Pessoa que não sente atração afetiva e/ou sexual por outras pessoas, independente do gênero. 

+: abriga todas as diversas possibilidades de orientação sexual e/ou identidade de gênero que existam. 

Fonte: Instrução de Serviço número 230 publicado no Diário Oficial do ES

Comportamento Orgulho gay

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.