ASSINE

Coronavírus: exercícios ao ar livre estão liberados?

Para infectologistas é hora de ficar dentro de casa visando a proteção de toda a população

Publicado em 23/03/2020 às 14h11
Atualizado em 25/03/2020 às 11h37
Mulher praticando exercícios físicos ouvindo música no celular. Crédito: shutterstock
Mulher praticando exercícios físicos ouvindo música no celular. Crédito: shutterstock

 O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, determinou desde o dia 18 de março, o fechamento de academias de ginástica pelo período de 30 dias, já que o ambiente é um facilitador da propagação do coronavírus. Mas e os exercícios ao ar livre estão liberados? A dúvida ainda é frequente, já que ainda vemos pessoas praticando esportes nos calçadões, parques e praias. 

A infectologista Rubia Miossi, da Unimed Vitória, explica que a população deve entender que não é hora de praticar atividades físicas em locais públicos, pois aumenta o nível de contaminação do coronavírus. "A recomendação não é para interromper os exercícios. E sim não frequentar a academia e nem praticar atividades coletivas, mantendo o distanciamento social. A recomendação é para ficar em casa, não sair para nada. Inclusive não utilizar a academia do prédio".

Coronavírus afeta a rotina dos capixabas

A praça do pedágio da Terceira Ponte registra movimento mínimo às 17h, quando costuma ficar congestionada
A praça do pedágio da Terceira Ponte registra movimento mínimo às 17h, quando costuma ficar congestionada. Fernando Madeira
Pelas cidades é possível encontrar várias pessoas usando máscaras de proteção
Pelas cidades é possível encontrar várias pessoas usando máscaras de proteção. Vitor Jubini
Passageiros usam máscaras de proteção contra coronavírus no aeroporto de Vitória
Passageiros usam máscaras de proteção contra coronavírus no aeroporto de Vitória. Ricardo Medeiros
Bares e restaurantes da Praia do Canto, em Vitória, registram baixo movimento nos últimos dias
Bares e restaurantes da Praia do Canto, em Vitória, registram baixo movimento nos últimos dias. Vitor Jubini
Mulher usa máscara de proteção respiratória em um ponto de ônibus de Vitória
Mulher usa máscara de proteção respiratória em um ponto de ônibus de Vitória. Vitor Jubini
Nos coletivos é possível encontrar várias pessoas usando máscaras de proteção
Nos coletivos é possível encontrar várias pessoas usando máscaras de proteção. Vitor Jubini
Homem de máscara atravessa rua em Vitória
Homem de máscara atravessa rua em Vitória. Vitor Jubini
Rua Duckla de Aguiar, que dá acesso à Terceira Ponte, com pouco movimento
Rua Duckla de Aguiar, que dá acesso à Terceira Ponte, com pouco movimento. Fernando Madeira
Homem usa máscara de proteção em ônibus de Vitória
Homem usa máscara de proteção em ônibus de Vitória. Vitor Jubini
Homem usa máscara de proteção em ônibus de Vitória
Homem usa máscara de proteção em ônibus de Vitória. Vitor Jubini
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres. Vitor Jubini
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres
Centro de Vitória com lojas fechadas e pouco movimento de pedestres

Ela explicou que as atividades físicas não ajudam a fortalecer o sistema imunológico, porém fazem bem para o organismo e para a cabeça. "Quanto menos estressado o cidadão estiver, mais normal o sistema imunológico permanecerá". É possível fazer exercícios dentro de casa e fundamental manter os hábitos alimentares nesse período de pandemia. "É importante se alimentar adequadamente, beber bastante líquido e evitar o álcool", recomenda.

A médica Polyana Gitirana, infectologista do Vitoria Apart Hospital, diz que a orientação é para que as pessoas mantenham o isolamento domiciliar. "O melhor neste período é buscar alternativas dentro de casa para se manter ativo, seja nas tarefas domésticas, seja caminhando entre os ambientes do lar, dançando ou utilizando objetos de uso pessoal (não compartilhado), sempre fazendo uma limpeza antes e depois da prática", explica. Ela ressalta ainda que qualquer forma de aglomeração, neste momento, não é recomendada. "Grupos de corridas ou de ciclistas, por exemplo, devem ser totalmente evitados, bem como esportes em grupo como jogar futebol, vôlei, por exemplo". 

Polyana Gitirana

Infectologista

"Qualquer forma de aglomeração, neste momento, não é recomendada. ´É preciso que as pessoas mantenham o isolamento domiciliar"

Polyana ressalta ainda que manter-se ativo, fazendo exercícios físicos, é uma prática essencial para a manutenção de uma vida saudável. "Vivemos um período muito particular do ponto de vista da saúde pública, mas é fato que quem pratica atividade física regularmente ganha em imunidade e bem-estar, respondendo melhor, por exemplo, a uma infecção, na maioria dos casos".

Exercícios em casa

Desde que pandemia de coronavírus isolou todo mundo em casa, diversos profissionais de educação física estão usando suas redes sociais para mostrar séries de treinos para fazer em casa durante a quarentena por causa do Covid-19. "A experiência do treino online tem se mostrado efetiva, seja em situações emergenciais ou não. Tenho alunos ao redor do mundo em países que já estão em quarentena e com as pessoas impossibilitadas de ir a academia e o treino em casa é a única opção”, diz o personal trainer Rafa Moreira. 

Para ele os treinos feitos em casa dão ótimos resultados mas não se pode fazer comparações com treinos com aparelhos na academia. "O treinamento em casa pode ser excelente para melhorar estética, forma física e composição corporal, dá grandes resultados, mas o corpo é adaptável e chega um ponto que é necessário uma sobrecarga para continuar evoluindo".

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.