ASSINE

Olimpíadas: com show de Richarlison, Brasil vence Alemanha na estreia

Com uma atuação de gala na manhã desta quinta-feira (22), com direito ao primeiro "hat-trick" da carreira do capixaba, a seleção brasileira estreou com o pé direito em Tóquio rumo ao bi olímpico

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 22/07/2021 às 10h32
Richarlison
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio. Crédito: Julio Cesar Guimarães/COB

Na reedição da final olímpica de 2016, o Brasil saiu novamente com a vitória sobre a Alemanha. Na estreia da seleção brasileira de futebol nos Jogos Olímpicos de Tóquio,  Richarlison foi o destaque com três gols e a Seleção venceu pelo placar de 4 a 2. Paulinho fez o quarto do Brasil, enquanto Amiri e Ache marcaram para os alemães. Matheus Cunha desperdiçou um pênalti ainda no primeiro tempo.

A partida foi disputada no estádio Internacional de Yokohama, mesmo palco onde, em 2002, o Brasil derrotou a própria Alemanha por 2 a 0 para conquistar a quinta Copa do Mundo. A mística do campo parece ter trazido sorte para a Seleção, que, apesar do placar apertado, dominou grande parte da partida.

O próximo compromisso da Seleção é no domingo (25), contra a Costa do Marfim, às 5h30 de Brasília, em partida disputada no estádio Internacional de Yokohama. O Brasil fecha a participação na fase de grupos na próxima quarta-feira (28), contra a Arábia Saudita, às 5h de Brasília, no estádio Saitama.

O JOGO

O Brasil começou a partida pressionando a equipe alemã e logo aos 4 minutos conseguiu a primeira chance. Matheus Cunha recebeu passe de Richarlison dentro da área e finalizou cruzado, mas Müller defendeu. A estrela do camisa 10 começou a brilhar apenas dois minutos depois: o capixaba recebeu passe primoroso de Antony, bateu, mas Müller defendeu. No rebote, porém, o próprio Richarlison abriu o placar.

Mesmo com a vantagem, o Brasil não tirou o pé e continuou em cima da Alemanha. Aos 14, Richarlison recebeu dentro da área, tentou driblar o goleiro, mas foi travado. No rebote, Claudinho bateu, mas Müller ficou com ela. O Brasil seguia em cima e ampliou aos 21 minutos, quando Guilherme Arana cruzou para Richarlison, de cabeça, estufar as redes alemãs.

E teve mais do Pombo. Com 29 minutos assinalados, Matheus Cunha recebeu no meio de campo, avançou e tocou para Richarlison, aberto na esquerda. O capixaba entrou na área e bateu cruzado para fazer o terceiro dele na partida. Aos 45 minutos, o Brasil teve a chance de ampliar. Daniel Alves cruzou na área, Matheus Cunha cabeceou e a bola bateu no braço de Henrichs. O camisa 9 foi para a cobrança, mas Müller voou para espalmar.

SEGUNDO TEMPO

A segunda etapa começou da mesma forma que a primeira, com o Brasil pressionando a Alemanha e criando boas oportunidades de gol. Os chutes de Matheus Cunha, que teve duas oportunidades de ampliar, pararam no goleiro Müller. Aos 8 minutos, Claudinho recebeu livre cruzamento de Matheus Cunha, mas pegou muito mal e isolou.

Quem inaugurou o placar no segundo tempo, porém, foi a Alemanha, aos 11 minutos. Em contra ataque rápido, a bola sobrou para Amiri na entrada da área, que bateu de primeira. A bola saiu fraca, mas quicando e bem colocada, enganando o goleiro Santos, que deixou passar. 

Richarlison em apenas 45 minutos da estreia olímpica

Olimpíada
É 10 que fala, né. A mítica camisa amarelinha caiu bem demais no capixaba Richarlison. Lucas Figueiredo/CBF
Olimpíada
Richarlison foi o protagonista da estreia no Japão. Lucas Figueiredo/CBF
Olimpíada
No aquecimento Richarlison já demonstrava estar focado em brilhar na estreia olímpica. Lucas Figueiredo/CBF
Olimpíada
Em um dos gols, o pombo "voou" junto de Antony na comemoração. Lucas Figueiredo/CBF
Olimpíada
Ao goleiro alemão restou se ajoelhar diante do brilho de Richarlison. Lucas Figueiredo/CBF
Olimpíada
Richarlison infernizou a Alemanha na estreia olímpica no Japão. Lucas Figueiredo/CBF
Olimpíada
Marca registrada, o capixaba fez a "dança do pombo" nos três gols que anotou. Lucas Figueiredo/CBF
Olimpíada
O capixaba anotou três gols apenas no primeiro tempo da partida. Lucas Figueiredo/CBF
Richarlison
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio. Julio Cesar Guimarães/COB
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio
Richarlison fez três gols só no primeiro tempo da estreia do Brasil contra a Alemanha nos Jogos de Tóquio

O Brasil tentou responder rápido com Antony, que invadiu a área próximo à linha de fundo, driblou o zagueiro e tentou bater, mas o chute foi abafado. Aos 17 minutos, o Brasil ficou com um jogador a mais em campo. Arnold, volante alemão, recebeu o segundo amarelo por falta em Daniel Alves e foi expulso.

Com um jogador a mais, o Brasil passou a ter mais controle da partida e quase fez o quarto aos 29 minutos. Matheus Cunha roubou  a bola no campo de ataque e tocou de calcanhar para Bruno Guimarães. O volante bateu forte, rasteiro, mas Müller espalmou. Aos 38, porém, a Alemanha conseguiu encostar no placar. Após cruzamento da esquerda, Ache subiu mais que Diego Carlos e cabeceou forte para diminuir.

Apesar do susto, o Brasil fechou o placar com Paulinho. O camisa sete, que entrou durante o segundo tempo, recebeu linda bola enfiada, driblou o zagueiro e bateu no ângulo, para garantir a vitória do Brasil.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.