ASSINE

Nova York fecha escolas públicas até fim do ano letivo

O número de mortos em Nova York pela covid-19 chegou a 5.820, de acordo com a contagem mais recente da Universidade Johns Hopkins

Publicado em 11/04/2020 às 15h25
Atualizado em 11/04/2020 às 15h25
Sala de aula vazia
Sala de aula vazia. Crédito: Pixabay

As escolas públicas de Nova York, cidade mais afetada pela pandemia de coronavírus no mundo, estarão fechadas até o final do ano letivo, anunciou o prefeito Bill de Blasio neste sábado (11).

"Fechar nossas escolas públicas pelo resto do ano (escolar) não é fácil, mas é necessário salvar vidas", disse de Blasio. O número de mortos em Nova York pela covid-19 chegou a 5.820, de acordo com a contagem mais recente da Universidade Johns Hopkins.

O prefeito disse que tomou a decisão depois de conversar com Anthony Fauci, o principal consultor científico do governo dos EUA.

A nova medida afeta 1,1 milhão de crianças, que deveriam concluir o ano letivo no final de junho. As escolas públicas de Nova York já estão fechadas desde 16 de março, mas com aulas online.

Famílias que não possuem o equipamento necessário receberão computadores e tablets emprestados do gabinete do prefeito, disseram as autoridades. Um total de 175.000 equipamentos já foram enviados.

"Nossos professores e pais são heróis e a cidade vai ajudá-los com o que eles precisam", disse o prefeito.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Estados Unidos Coronavírus estados unidos nova york Mundo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.