ASSINE

Ginastas capixabas eternizam ida ao Japão com tatuagem dos arcos olímpicos

Déborah Medrado e Geovanna Santos tatuaram o símbolo maior dos Jogos e compartilharam o resultado nas redes sociais. Elas integram a seleção permanente de ginástica rítmica do Brasil

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 16/08/2021 às 20h57
Olimpíadas
Déborah Medrado e Geovanna Santos tatuara os anéis olímpicos no braço. Crédito: Arquivo pessoal

A ginástica rítmica voltou sem medalha dos Jogos Olímpicos do Japão, mas os dias e a convivência na vila olímpica em Tóquio não serão esquecidos pelas ginastas capixabas Déborah Medrado e Geovanna Santos. Enquanto curtem os (poucos) dias de folga no Espírito Santo antes de retornarem à rotina de treinos, a dupla marcou na pele a experiência que tiveram do outro lado do mundo.

Juntas, elas tatuaram os anéis olímpicos, símbolo maior de uma olimpíada, e fizeram questão de compartilharem com os seguidores. Coube a tatuadora Thamires Trindade a missão de eternizar na pele das atletas os cinco arcos que simbolizam os cinco continentes entrelaçados.

Déborah e Geovanna integram a seleção permanente de ginástica rítmica brasileira, que treina em Teresina, capital do Piauí. No Japão, o quinteto do Brasil não avançou à final e acabou na 12ª colocação.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Espírito Santo Olimpíadas espírito santo

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.