ASSINE

Com duas capixabas, quinteto do Brasil não avança à final da ginástica rítmica

Déborah Medrado e Geovanna Santos subiram ao tablado ao lado de Beatriz Linhares, Maria Eduarda Arakaki, Nicole Pírcio na noite desta sexta-feira (06), no Ariake Gymnastics Centre

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 07/08/2021 às 01h07
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Crédito: Vitor Jubini

O Brasil não conseguiu a tão sonhada vaga na final da disputa por conjuntos na ginástica rítmica nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Na noite desta sexta-feira (06), o quinteto brasileiro, composto por Beatriz Linhares, Maria Eduarda Arakaki, Nicole Pírcio e pelas capixabas Deborah Medrado e Geovanna Santos, ficou na 12ª colocação geral, na competição que aconteceu no  Ariake Gymnastics Centre.

Como apenas às oito melhores equipes avançam à final, o quinteto brasileiro deu adeus às Olimpíadas. Mesmo com a eliminação, o sentimento é de um grupo que deu o seu melhor no tablado e que certamente vai evoluir para as próximas competições.  

"Nós estamos satisfeitas. É um grupo novo, um grupo que a gente iniciou um trabalho, coeso e que a gente acredita muito. Na próxima Olimpíada vamos chegar fortalecidas. O trabalho continua, as meninas são novas, as caçulas do Time Brasil. Esse trabalho vai se solidificar cada vez mais, e a gente vai se fortalecer, crescer e melhorar", destacou Bruna Martins, assistente-técnica e coreógrafa de ballet da equipe, que também lembrou de uma falha que comprometeu a nota do quinteto na primeira rotação. 

"Nosso esporte infelizmente não nos permite essa falha. Cada vez que o aparelho vai ao chão o desconto na pontuação é muito grande e isso foi muito significante no resultado final da nossa série. Porém, no arco e maças as meninas conseguiram fazer a série fluir com excelência", destacou.

AS PROVAS

O conjunto brasileiro foi o terceiro a subir ao tablado para a primeira apresentação, com cinco bolas. Ao som de Hymns to God, de Offer Nissim/ The Israeli Opera as meninas do Brasil atuavam de maneira impecável até perto do fim da coreografia, quando em um deslize perderam uma das bolas, que acabou saindo do tablado. 

O Brasil recebeu nota 35.450 e terminou a primeira rotação na 13ª colocação dentre as 14 equipes na disputa. Com 47.500, a Bulgária terminou na liderança da prova com cinco bolas, seguida pelo Comitê Olímpico Russo (45.750) e pela Itália (44.600). 

Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio

O quinteto brasileiro se apresentou ao som de Hymns to God, de Offer Nissim/ The Israeli Opera
O quinteto brasileiro se apresentou ao som de Hymns to God, de Offer Nissim/ The Israeli Opera. Vitor Jubini
Quem é ela, Gabriela? Não, é a capixaba Déborah Medrado escondida atrás da bola
Quem é ela, Gabriela? Não, é a capixaba Déborah Medrado escondida atrás da bola. Vitor Jubini
A apresentação brasileira durou 2m30s e uma falha no finalzinho diminuiu a boa pontuação que vinha fazendo
A apresentação brasileira durou 2m30s e uma falha no finalzinho diminuiu a boa pontuação que vinha fazendo. Vitor Jubini
Faltando poucos segundos para o fim da apresentação com a bola, o Brasil cometeu uma falha grave
Faltando poucos segundos para o fim da apresentação com a bola, o Brasil cometeu uma falha grave. Vitor Jubini
Déborah Medrado mostrou muita concentração durante a exibição em Tóquio
Déborah Medrado mostrou muita concentração durante a exibição em Tóquio. Vitor Jubini
Na apresentação com a bola, o Brasil acabou em 13º de 14 delegações participantes
Na apresentação com a bola, o Brasil acabou em 13º de 14 delegações participantes. Vitor Jubini
Geovanna é uma das ginastas que formam o time do Brasil na ginástica Rítmica
Geovanna é uma das ginastas que formam o time do Brasil na ginástica Rítmica. Vitor Jubini
A ginasta capixaba Déborah Medrado mostrou domínio com a bola
A ginasta capixaba Déborah Medrado mostrou domínio com a bola. Vitor Jubini
A outra capixaba do Time Brasil, Geovanna Santos, também mostrou boa desenvoltura
A outra capixaba do Time Brasil, Geovanna Santos, também mostrou boa desenvoltura. Vitor Jubini
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Vitor Jubini
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Vitor Jubini
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Vitor Jubini
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Vitor Jubini
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio
Com capixabas, quinteto brasileiro se apresenta nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip. Vitor Jubini
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip
As capixabas Geovanna Santos e Déborah Medrado fazem parte da equipe de ginástica rítmica do Brasil em Tóquip

Na segunda rotação, com arcos e maças, o quinteto veio com música brasileira: um medley composto por O Canto das Três Raças, Pratigi, Vegas, Vide Gal, de Clara Nunes, Dj Vegas e Daniela Mercury. Com uma apresentação mais sólida, as meninas receberam nota 37.800, somando 73.250 na pontuação geral.  

O resultado deixou o Brasil na 12ª colocação na segunda rotação e consequentemente na mesma posição na pontuação geral.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.