ASSINE

"Tem registro, mas não tem contrato", diz leitor sobre vacina da Pfizer

Imunizante é o primeiro a obter o licença definitiva da Anvisa) no Brasil, mas país ainda tem acordo para compra com os fabricantes. Assunto esteve entre os mais comentados pelos leitores

Publicado em 23/02/2021 às 16h27
Vacina da Pfizer é a primeira a obter registro definitivo no Brasil
Vacina da Pfizer é a primeira a obter registro definitivo no Brasil. Crédito: Pfizer Brasil

IMUNIZAÇÃO

Vacina contra Covid da Pfizer é a 1ª a ter registro definitivo no Brasil (Brasil, 23/02). Tem registro, mas o governo federal ainda não tem acordo de compra dela. Estamos quase em março e extremamente atrasados no mundo na vacinação. Muito obrigado a todos os inteligentes que votaram num governo que prioriza liberar armas em vez de vacinas. (Thiago G. C.)

Um governo que recomenda cloroquina e ivermectina não deveria estar preocupado com esses critérios da farmacêutica. Em Israel foi relatado eficácia de 85% já na primeira dose da vacina da Pfizer. (Lupis Ribeiro)

AULAS

Escola no ES suspende aulas presenciais após casos de Covid (Cotidiano, 22/02). Uma doença que se espalha pela aglomeração, é claro que isso vai acontecer. Nunca vou entender uma mãe que, ao invés de lutar pela vacina, está lutando para enviar seu filho para um ambiente que não é seguro! Correndo o risco de perder o filho, o marido, a própria vida ou a de algum ente querido pela doença, apenas para enviar o filho para a escola. Os pais irresponsáveis que insistem em levar seus filhos para as praias e shoppings são os mesmo que querem levar os filhos para a escola. O problema é que quem está em casa se cuidando terá que pagar pela irresponsabilidade desses pais, pois na escola, filhos, funcionários e professores estarão confinados no mesmo espaço, todos os dias, por horas seguidas. (Walter Có)

Este vídeo pode te interessar

Sério? Foi tanta gente pedindo a volta às aulas em meio a pandemia que eu estava pensando que a Covid não entrava nas escolas… (Zoraia Lisboa)

CODESA

Vitória quer armazém do porto após a privatização da Codesa (Leonel Ximenes, 22/02). Esse é o caminho para o renascimento do Centro de Vitória. O mesmo projeto foi realizado em zonas portuárias de outras cidades como o Rio e Belém e obteve sucesso extraordinário. Sou morador do Centro, desejo que isso não seja apenas mais uma ideia na gaveta… (Zandão Azevedo Barbosa)

É só copiar o complexo turístico, gastronômico e cultural do Porto de Belém que vai ficar maravilhoso. Temos esse potencial aí largado; uma pena. (Eliana Frigerio)

Um mercado municipal, ao estilo dos que encontramos em outras capitais, como Belo Horizonte, São Paulo e Fortaleza, com gastronomia e artesanato capixaba, seria incrível, não?! (Ruslana Loss)

Todo prefeito que entra fala na revitalização do Centro e nunca acontece!! (Mayza Venturim)

MÁSCARAS

Vitória aplicou R$ 5,7 mil em multas por falta de máscara em um mês (Cotidiano, 22/02). Precisei pegar um ônibus sábado. Perdi a conta de quantas pessoas estavam sem máscara. Nas academias, o povo está malhando com a máscara no queixo. Nem precisa ir ao local, é só olhar as fotos no Instagram... Ninguém consegue dar conta de fiscalizar tudo. (Mariana Rodrigues)

Irado. Mas a PMV vai aplicar multa aos seus funcionários que não usam a máscara? (Guilherme Peixoto)

Precisam aplicar ainda mais para essas pessoas abusadas que dividem conosco o mesmo ônibus ou o mesmo estabelecimento, não usam máscara e ainda acham que estão certos, debochando de quem usa. (Marilda Moura dos Santos Moraes)

A Gazeta integra o

Saiba mais
Codesa Educação Coronavírus Vacina Máscara de proteção facial

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.