ASSINE

Entenda os benefícios da harmonização facial para a pele e autoestima

Para garantir resultados de qualidade, o Instituto Gasperazzo trabalha com atendimento personalizado e as tecnologias de reposição de colágeno mais atualizadas no mercado

  • Arthur Gasperazzo

  • Estúdio Gazeta

    O Estúdio Gazeta é o time de produção de conteúdo para anunciantes da Rede Gazeta, com estrutura independente da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 21/07/2021 às 19h30
O cirurgião-dentista Arthur Gasperazzo explica que, para garantir a satisfação, o processo de harmonização precisa ser uma construção entre o profissional e o paciente.
O cirurgião-dentista Arthur Gasperazzo explica que, para garantir a satisfação, o processo de harmonização precisa ser uma construção entre o profissional e o paciente. Crédito: Instituto Gasperazzo/Divulgação

Queridinha dos famosos e uma das principais tendências entre os procedimentos estéticos atuais, a harmonização facial tem conquistado cada vez mais espaço. Apenas em 2020, as ferramentas de busca do Google registraram um aumento de 540% nas pesquisas sobre o tema. Ou seja, buscar alternativas e técnicas para cuidar do visual nunca esteve tão em alta.

Além de melhorar a simetria do rosto, as técnicas também proporcionam benefícios para a pele, contribuindo para o aumento da autoestima e do bem-estar. “A harmonização facial é o conjunto de procedimentos que tem como objetivo equilibrar os tecidos moles e duros da face. Existem várias técnicas disponíveis no mercado, então cada paciente tem um tratamento mais indicado”, explica o cirurgião-dentista do Instituto Gasperazzo, Arthur Gasperazzo.

Um dos procedimentos que tem ganhado cada vez mais adeptos são os bioestimuladores de colágeno, proteína que hidrata, fortalece e promove a elasticidade da pele. Os efeitos já podem ser sentidos na primeira sessão e, por serem bioabsorvíveis, as substâncias não prejudicam o organismo. 

Alimentos ricos em vitamina C estimulam o corpo humano a produzir colágeno. Entretanto, com o passar dos anos a fabricação dessa proteína perde força e o envelhecimento da pele, rugas e estrias são as principais consequências. 

Pensando nisso, a profissional de relações públicas Bruna Mazzoco decidiu adotar essa técnica. Desde cedo, ela realiza rotinas de cuidados com a pele. Mas, recentemente, decidiu recorrer a alguns tratamentos estéticos para melhorar a autoestima. 

Com as tecnologias e o atendimento personalizado do Instituto Gasperazzo, ela realizou a aplicação de botox, preenchimento de olheiras e o ultrassom microfocado na pele para o estímulo na produção de colágeno. 

“Sempre cuidei da minha saúde e do meu corpo, então com a harmonização não queria fugir do natural e sim melhorar alguns detalhes do rosto. Isso porque acredito que se cuidar está relacionado ao amor próprio. Quando você se ama, tudo ao seu redor brilha e a autoestima fica lá em cima”, comenta Bruna Mazzoco. 

A empresária Jaqueline Bueno constatou que os procedimentos que estimulam a produção de colágeno auxiliaram na firmeza da pele. Mas, antes de realizar a harmonização facial, ela se certificou de que o processo seria mais natural, porque temia não se reconhecer com as alterações. 

“Há 2 anos, comecei com outros procedimentos estéticos porque em um determinado momento a pele fica um pouco mais flácida. Mas procurei fazer o mais natural possível, porque tinha medo de mudar demais. Queria que as pessoas me olhassem sem saber o que tinha feito.  Realizei procedimentos para estimular a produção de colágeno, preenchimento labial e apliquei botox”, ressalta Jaqueline Bueno.

ATENDIMENTO PERSONALIZADO

Com apoio interdisciplinar entre profissionais de diferentes áreas, o Instituto Gasperazzo trabalha com atendimento personalizado e foco nas individualidades de cada paciente.
Com apoio interdisciplinar entre profissionais de diferentes áreas, o Instituto Gasperazzo trabalha com atendimento personalizado e foco nas individualidades de cada paciente. Crédito: Instituto Gasperazzo/Divulgação

O cirurgião-dentista Arthur Gasperazzo explica que, para garantir essa satisfação, o  processo de harmonização acaba sendo uma construção entre o profissional e o paciente. 

Segundo ele, tudo influencia no resultado final, então é importante trabalhar um atendimento individualizado que considera a composição corporal, a idade, tipo de pele, etnia e até o comportamento do paciente. 

Por isso, na consulta inicial são tiradas todas as dúvidas em relação aos procedimentos utilizados e definidas as melhores formas de manter a simetria do rosto para que o resultado fique o melhor possível. 

“Quando falamos da assimetria da face, alguns pacientes são candidatos a cirurgias ortognáticas, com avanço de mandíbula, por exemplo. Hoje sabemos que elas mexem no tecido duro do rosto, por isso os procedimentos de harmonização facial são realizados para compensar com o tecido mole. O objetivo é equilibrar a musculatura e deixar o rosto mais simétrico”, aponta Arthur Gasperazzo. 

O Instituto Gasperazzo possui clínicas de procedimentos estéticos no Espírito Santo, sendo uma delas o maior espaço para harmonização facial no país. Com um apoio interdisciplinar entre profissionais de diferentes áreas como nutrição e ginecologia, o Instituto trabalha com atendimento personalizado e foco nas individualidades de cada paciente. 

INSTITUTO GASPERAZZO

Instagram

Telefone

(27) 99976-9526

Endereço

Maxxi Advanced Center, Sala 404, Enseada do Suá - Vitória, Espírito Santo

Este texto não traduz, necessariamente, a opinião de A Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais
Harmonização facial

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.