ASSINE

Acidente em Guarapari: motorista alcoolizada lutou com PM para tentar evitar prisão

Um caminhoneiro e o filho dele ficaram em estado grave após o acidente, que aconteceu na Rodovia do Sol; Segundo a PM, a mulher se alterou e desceu da viatura, fazendo xingamentos a um dos policiais

Publicado em 24/10/2021 às 16h22

Acidente na Rodovia do Sol

A condutora do veículo que se envolveu em um acidente com um caminhão neste sábado (23), na praça do pedágio da Rodovia do Sol, em Guarapari, precisou ser contida pela Polícia Militar após receber ordem de prisão. Em nota, a PM afirmou que, inicialmente, a mulher obedeceu à ordem dos militares, porém, algum tempo depois, ela se alterou e desceu da viatura, fazendo xingamentos a um dos policiais, que determinou que ela retornasse para o interior do veículo policial. O nome da motorista não foi divulgado pela PM.

Um caminhoneiro e o filho dele, que estavam no caminhão envolvido no acidente, ficaram em estado grave. Carros de resgate da Rodosol foram até o local, e o trecho precisou ser interditado para limpeza da pista e atendimento ao motorista do caminhão e ao filho dele. Ainda não há informações atualizadas sobre o estado de saúde dos dois.

De acordo com a PM, o condutor do caminhão não tinha habilitação para dirigir veículo de carga. A corporação informou, ainda, que um homem se identificou como passageiro do veículo de passeio e disse aos militares que os dois veículos trafegavam sentido Guarapari - Vila Velha, quando o caminhão teria mudado de faixa bruscamente, fechando o carro e ocasionando o acidente.

Acidente na Rodovia do Sol
Acidente na Rodovia do Sol. Crédito: Luciney Araújo

A Polícia Militar também explicou que, ao se apresentar para os militares, a motorista do carro relatou a mesma versão que o passageiro para os policiais. Ela fez o teste do bafômetro, que deu positivo para a ingestão de bebida alcoólica, segundo informou a PM. A mulher, então, recebeu voz de prisão.

"Com a desobediência da condutora, foi necessária a condução da mulher para o compartimento de segurança. No entanto, ela resistiu à condução e entrou em luta corporal com um PM, sendo necessário o apoio de populares, que estavam no local, para contê-la", disse a corporação, em nota.

A PM também informou que, após a contenção e a condução até a viatura, a mulher ainda usava as pernas para impedir que os policiais fechassem o compartimento, e um dos militares utilizou o bastão anti-tumulto como alavanca, na tentativa de tirar as pernas da mulher da tampa do compartimento de segurança da viatura e fechá-lo. Porém, não teve êxito.

"Também foi utilizado spray na tentativa de conter a mulher, para que não fosse utilizada mais força, mas não foi o suficiente para que a detida liberasse a porta do compartimento. Novamente, um dos policiais utilizou o bastão, atingindo o calcanhar da mulher por baixo da porta do compartimento de segurança", disse a Polícia Militar.

Segundo a corporação, com a ajuda de terceiros, os militares conseguiram fechar a tampa do compartimento de segurança da viatura. A motorista do carro foi encaminhada para a UPA de Guarapari e, posteriormente, levada para a Delegacia Regional do município.

A Polícia Civil informou que, na Delegacia Regional de Guarapari, a condutora foi autuada em flagrante por embriaguez ao volante e desobediência e foi liberada para responder em liberdade, após o recolhimento da fiança arbitrada pelo delegado de plantão. O valor da fiança não foi divulgado.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.