ASSINE

Retire ou doe: prateleira solidária ajuda a alimentar moradores do ES

Vendo a situação enfrentada por muitas pessoas durante a pandemia, o funcionário público Vinny Lacerda decidiu colocar alguns alimentos na frente de casa. A ideia deu mais certo do que imaginava

Publicado em 28/04/2020 às 12h01
Atualizado em 28/04/2020 às 12h08
Prateleira Solidária onde moradores retiram e doam alimentos em Castelo
Prateleira Solidária onde moradores retiram e doam alimentos em Castelo. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

Muitas pessoas estão enfrentando dificuldades financeiras e não conseguem comprar alimentos durante a pandemia do coronavírus. Mas a iniciativa de um morador de Castelo, no Sul do Estado, vem chamando a atenção pela solidariedade com quem mais precisa. Por meio de uma ideia, chamada de prateleira solidária, pessoas doam alimentos e outros itens de primeira necessidade a quem está passando por momentos difíceis.

A ideia partiu do funcionário público Vinny Lacerda. Vendo a situação enfrentada por muitas pessoas, ele decidiu ajudar o próximo, colocando alguns alimentos na frente de casa.

“Peguei umas prateleiras da minha mãe e coloquei os alimentos lá fora, para quem quiser pegar e ficar à vontade. Criei um papel com uma frase para as pessoas serem compreensivas, de pegarem, mas também lembrarem do próximo. Essa foi a ideia”, disse.

O que o Vinny não esperava é que a ideia fosse dar tão certo. E o melhor: que mais pessoas fossem ser solidárias e doar mais alimentos e outros itens básicos. O sucesso foi tanto, que a prateleira que foi colocada para durar um dia, já está ajudando a quem precisa há mais de uma semana.

“Eu achei que ia colocar durante o dia e à noite não ia encontrar mais nada. Só que quando eu voltei, tinha o dobro de coisas. As pessoas vieram e, além de pegar, elas trocaram, colocaram umas coisas, e o que era para ficar um dia só, acabou que já está aí desde a semana passada”, comemorou.

Durante a reportagem, uma moradora apareceu para fazer uma doação. A manicure Silvana de Souza contribuiu com 1kg de feijão que tinha a mais em casa. Para ela, a empatia é fundamental quando se tem o que comer.

O funcionário público Vinny Lacerda é o idealizador da Prateleira Solidária em Castelo
O funcionário público Vinny Lacerda é o idealizador da Prateleira Solidária em Castelo. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

“Eu me sensibilizo porque hoje a gente tem um arroz e um o feijão para comer, e quem não tem? E o pessoal que mora na rua e não tem o que comer? É bom, sempre é bom ajudar o próximo”, disse.

E no que depender do Vinny e do sucesso que vem fazendo a prateleira solidária, a atitude vai se espalhar pela cidade.

“A vontade agora é atender outros bairros da cidade. A cada dia chegam mais coisas. Pessoas procurando, ligando, querendo ajudar e participar, expandir o projeto. Isso não tem como agradecer. É uma coisa muito boa ver e ajudar outras pessoas”, completou.

Com informações de Monica Camolesi, da TV Gazeta

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais
Castelo Coronavírus no ES castelo solidariedade

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.