ASSINE

Comerciantes de Cachoeiro espalham mensagens de esperança pela cidade

Além das frases de otimismo coladas nas vitrines, algumas lojas e serviços oferecem desconto para quem doar sangue durante a quarentena

Publicado em 17/04/2020 às 13h19
Atualizado em 17/04/2020 às 13h35
Comerciantes de Cachoeiro espalham mensagem de esperança
Comerciantes de Cachoeiro espalham mensagens de esperança. Crédito: TV Gazeta Sul

Com as lojas fechadas e um clima de incerteza, comerciantes de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, resolveram colocar uma dose de otimismo e esperança nas ruas. As portas e vitrines fechadas por conta da pandemia do novo coronavírus, agora expõe um pouco de motivação.

A comerciante Thais Buzzato contou que enquanto colava a frase na vitrine já começou a receber o retorno positivo de quem lia a mensagem. “Alguém dizer para você que vai dar certo, acredite, tenha fé. Isso tem um poder dentro da gente. Foi incrível, quando eu comecei a colar a vitrine, as pessoas passavam na rua e já reagiram calorosamente com isso. Pessoas pararam aqui e disseram, que sentiam uma coisa muito boa", lembra.

A ideia foi se espalhando na cidade e mais lojas aderiram à corrente de esperança. “Quando a gente lê, parece que a gente sente mais força. Estamos muito unidos, aqui mudamos a cor da frente da loja para dá aquela melhorada. A frase motiva sim”, contou a comerciante Sonia Gardioli.

Comerciantes de Cachoeiro espalham mensagem de esperança
Comerciantes de Cachoeiro espalham mensagens de esperança. Crédito: TV Gazeta Sul

Quem passa pelas ruas, aprovou a iniciativa. “Eu penso que a melhor forma que a gente tem para vencer é confiar em Deus e fazer o que dá para a gente fazer. Acredito que dá para gente ter sim, mais esperança e nós temos que ter”, disse a cabeleireira Val Gomes.

Comerciantes de Cachoeiro espalham mensagem de esperança
Comerciantes de Cachoeiro espalham mensagens de esperança. Crédito: TV Gazeta Sul

TATUADORA CRIA DESCONTO PARA QUEM DOAR SANGUE NA QUARENTENA

A tatuadora Rayane Ribeiro percebeu a necessidade dos bancos de sangue que estão com o estoque baixo nesta época e resolveu criar um vale desconto para quem fosse doar sangue neste período de quarentena. “Como as pessoas não estão saindo de casa, então pensei: 'de que forma eu posso ajudar?' Decidi dá um desconto. Criei um voucher para incentivar as pessoas a irem aos hemocentros doarem sangue”, explicou.

A princípio, o desconto era só para a tatuagem, mas outros comerciantes gostaram da ideia e começaram a usar a mesma arte divulgada nas redes sociais para também oferecer descontos em seus produtos. “Eu vi que o comércio está se ajudando também. Tem um comerciante postando para o outro e falando para ir lá doar sangue. Virou, de fato, uma corrente”, finalizou a tatuadora.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.