ASSINE

Chuva no ES: cruz é encontrada intacta em loja inundada em Iconha

"A loja ficou revirada, só ficou o crucifixo no mesmo lugar e ele não tinha prego. Estava só encostado na parede, foi surpreendente", contou filha de comerciante

Publicado em 21/01/2020 às 19h31
Loja atingida pela chuva em Iconha tem crucifixo mantido intacto. Crédito: Instagram
Loja atingida pela chuva em Iconha tem crucifixo mantido intacto. Crédito: Instagram

Diante da destruição enfrentada por Iconha, município ao Sul do Espírito Santo, devido às fortes chuvas que tiveram início na última sexta-feira (17), uma história de fé chamou a atenção nas redes sociais: uma loja da região, que ficou completamente embaixo da água, manteve um crucifixo intacto, mesmo não estando preso à parede. A afirmação é da arquiteta Michele Mozer, filha da proprietária do estabelecimento, que compartilhou o fato no Instagram. Ela fala da surpresa e da emoção que a família sentiu ao saber do que havia acontecido.

“Na noite da enchente eu não estava em Iconha. Mas o que aconteceu é que ninguém esperava que a água fosse subir tão rápido. Ninguém deu conta de tirar nada das lojas e praticamente todo mundo perdeu tudo. Meu pai tentou proteger as coisas e colocá-las no alto, saiu da loja com a água no peito. Depois disso, para nossa surpresa, já que nem conseguimos de imediato entrar na loja quando abaixou a água, olhamos pelo vidro e percebemos que a prateleira que tinha o crucifixo ficou intacta".

Michele Mozer

Filha do dono da loja

"A loja ficou revirada, só ficou o crucifixo no mesmo lugar e ele não tinha prego, estava só encostado na parede, foi surpreendente"

"SENTIMOS QUE DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO"

De família católica, Michele contou que é muito devota e que se sentiu confortada com o ocorrido. Segundo ela, é como se Deus enviasse a mensagem de que está sempre presente. “Nem apoio da prateleira que é de vidro a imagem tinha e ficou do mesmo jeito que estava quando a loja estava fechada, antes da chuva. Temos muita fé e isso foi muito emocionante para nós. Nos confortamos sabendo que Deus está ali, independente da situação”, disse.

“Perdemos 100% da loja e da casa dos meus avós. Minha avó morava em cima da loja, a água chegou quase no segundo andar. Tudo o que estava na garagem foi embora também e vimos muitos outros casos assim, como um de uma bíblia em cima da cama, que a água veio e não molhou. Agora vamos manter esse crucifixo com nossa família, não vamos abrir mão dele nunca”, finalizou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Chuva no ES Iconha religião es sul

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.