ASSINE

Vídeo: suspeitos saem de carro e tentam "agarrar garotas" em Viana

Ação suspeita ocorreu na noite desta quinta-feira (26), no bairro Arlindo Angelo Villaschi; Polícia Militar foi acionada

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 27/05/2022 às 17h08
Atualizado em 28/05/2022 às 10h14

Duas adolescentes levaram um grande susto na noite dessa quinta-feira (26), em Viana. Enquanto estavam andando a pé, um carro que passava pela rua parou perto delas e de dentro dele saíram dois homens, que tentaram agarrá-las. O vídeo acima mostra quando a ação suspeita aconteceu, no bairro Arlindo Angelo Villaschi.

Nas imagens dá para ver que eles saem pelas portas traseiras do automóvel, enquanto alguém permanece ao volante. Na gravação, não fica claro se eles estavam armados e qual seria a intenção deles: assaltar as vítimas ou sequestrá-las, por exemplo. Ao final, eles voltam sem elas e deixam o local.

A ação suspeita fez com que a Polícia Militar fosse acionada. A corporação revelou que recebeu a informação de que "dois indivíduos estavam tentando agarrar algumas garotas" no bairro. Os policiais realizaram patrulhamento no local, mas a solicitante não foi localizada nem os suspeitos encontrados.

Em nota, a Polícia Civil informou que nenhuma ocorrência com tais características foi entregue na Delegacia Regional de Cariacica, mas garantiu que "caso as vítimas tenham registrado boletim de ocorrência, on-line ou presencialmente, o caso está sendo investigado por uma unidade policial".

Já a Prefeitura de Viana esclareceu que "não há registro oficial na Guarda Municipal" sobre o caso. O município orientou que a população faça denúncias por meio do telefone (27) 99738-8787 ou do Disque-Denúncia (181). A reportagem de A Gazeta não conseguiu contatar as mulheres envolvidas.

"GRITEI 'PELO AMOR DE DEUS' E CORRI", RELATA JOVEM

Em contato com a reportagem de A Gazeta, uma jovem de 19 anos se identificou como uma das mulheres nas imagens. Ela informou que ela e a sua cunhada, uma estudante de 15 anos, foram abordadas por dois homens desconhecidos de maneira inesperada.  Foram elas que acionaram a Polícia Militar logo após os fatos e devem ir à delegacia para registrar a ocorrência neste sábado (28). 

Ela relatou que o homem que correu atrás dela parecia ter meia-idade, "cara de trabalhador", e não chegou a anunciar assalto e nem apontou arma para ela. O outro, que correu atrás da estudante de 15 anos, parecia "novinho", segundo a jovem. O primeiro chegou a alcançá-la e agarrou seu braço, mas ela conseguiu se soltar e correr após perder um dos chinelos que calçava.

"A gente ficou meio sem saber se eles queriam assaltar. Falamos que não tínhamos nada, mas em momento algum falaram nada de assalto. Só falavam: 'para, para', pedindo para a gente parar de correr. Até que o homem que  correu atrás de mim e agarrou meu braço. Nessa hora que o homem me fechou eu perdi o chinelo, ele voou, e consegui me soltar e correr. Eu gritei: 'pelo amor de Deus' e a gente saiu correndo e gritando por socorro", relatou a jovem, que preferiu não se identificar por questões de segurança.

A jovem acrescentou que o medo maior das duas era serem vítimas de um sequestro. Ela é moradora do bairro e disse nunca ter ocorrido nada similar na região.

Depois da abordagem dos dois homens, as duas adolescentes se abrigaram na casa de vizinhos, onde tomaram água para se acalmar. A jovem de 19 anos contou que o pai de um amigo foi resgatar os chinelos delas, que elas acabaram deixando para trás para escapar mais rápido. Nem elas nem os vizinhos conseguiram anotar a placa do carro em que os homens estavam.

Atualização

28 de Maio de 2022 às 10:13

Após a publicação desta matéria, uma das mulheres que foram vítimas dos homens que aparecem no vídeo fez contato com a reportagem relatando o que aconteceu. O texto foi atualizado.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.