ASSINE

Vídeo: mulher é arrastada pelos cabelos em sequestro em Guarapari

Crime ocorreu no bairro Parque da Areia Preta, na tarde desta quarta (11). Mulher tentou fugir ao ser abordada na rua por dupla, mas foi arrastada pelos cabelos para dentro de um carro

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 11/05/2022 às 18h54

Uma mulher foi arrastada pelos cabelos antes de ser sequestrada por uma dupla em um carro em Guarapari, na tarde desta quarta-feira (11). As imagens, gravadas por volta de 15h40, mostram que a vítima estava na rua quando um veículo de cor cinza se aproximou. No momento em que dois jovens saltaram do carro, ela tentou correr, mas acabou alcançada e jogada para dentro do automóvel. Segundo apuração da TV Gazeta, o sequestro aconteceu no bairro Parque da Areia Preta.

O vídeo mostra que a mulher ofereceu resistência por alguns segundos, tentou fugir e ainda segurou em um poste para não ser levada pela dupla. Os dois suspeitos, um deles armado, puxaram a vítima pelos cabelos. As imagens mostram um motociclista na rua no momento do crime. Ele se distancia do grupo quando percebe a movimentação.

Mulher foi arrastada e jogada dentro de carro em Guarapari
Mulher foi arrastada e jogada dentro de carro em Guarapari. Crédito: Reprodução

Segundo apuração do repórter Caíque Verli, da TV Gazeta, a Polícia Militar prendeu três suspeitos de terem cometido o crime. A mulher foi libertada e o carro, apreendido. Todos os envolvidos, inclusive a vítima, foram levados para a Delegacia Regional de Guarapari. A prisão aconteceu cerca de 20 minutos depois do crime, em um cerco montado pela polícia na Praia do Morro.

Em entrevista à reportagem de A Gazeta, o sargento Fábio Luis, da PM, detalhou que os três detidos são maiores de idade, e ao menos um deles tem passagem pela polícia por tráfico de drogas. O militar informou inicialmente que a vítima tinha 16 anos, mas depois corrigiu a informação, dizendo que ela tem 21 anos. Ele explicou que o sequestro é uma resposta a um ataque sofrido pelo grupo na disputa pelo tráfico na região.

Fábio Luis

Sargento da PM de Guarapari

"Os indivíduos sofreram um ataque hoje (quarta-feira) de uma gangue rival que quer tomar o tráfico de drogas no Centro da cidade. Para revidarem, eles resolveram sequestrar a menina, que tem alguma relação com o grupo rival"

Em entrevista para a TV Gazeta, o sargento Fábio Luis informou que a mulher teria repassado informações de um grupo ligado ao tráfico de drogas na região para outro grupo rival.

Segundo o militar, no momento da prisão dos indivíduos, foram apreendidos um cigarro de maconha e uma pedra de crack dentro do veículo. A arma utilizada no sequestro, que aparece no vídeo, não foi localizada no carro. 

Procurada pela reportagem de A Gazeta, a Polícia Civil informou inicialmente que os procedimentos adotados pelo delegado plantonista com os suspeitos serão informados após finalização das oitivas.

APÓS DILIGÊNCIAS, VÍTIMA VOLTOU ALGEMADA PARA DELEGACIA

A mulher de 21 anos que foi arrastada pelos cabelos no Centro de Guarapari foi levada à Delegacia Regional de Guarapari como vítima da agressão. No local, ela foi ouvida sobre a ocorrência, mas a reportagem da TV Gazeta esteve no local e flagrou o momento em que a jovem voltava para a delegacia após diligências da Polícia Civil, mas, desta vez, algemada. 

A reportagem de A Gazeta voltou a demandar a Polícia Civil para entender por que a vítima da agressão foi algemada e prestou depoimento na delegacia. A reportagem perguntou ainda quais procedimentos foram adotados com a jovem. Assim que houver retorno, este texto será atualizado. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.