ASSINE

Vídeo mostra criminosos ostentando armas em Colatina

Segundo a Policia Civil, jovens são suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas e de terem participado de duas ocorrências de disparos de arma de fogo no fim de semana

Tempo de leitura: 2min
Colatina
Publicado em 24/01/2022 às 19h27

Um vídeo que circula em grupos de mensagens mostra quatro jovens exibindo armas. Nas imagens, um deles chega a dizer que eles estão "prontos para trabalhar". Segundo a Polícia Civil, o local onde os indivíduos gravaram as imagens fica em Colatina, no Noroeste do Estado, e o grupo pode estar envolvido em crimes que ocorreram no município no último fim de semana.

Em entrevista à repórter Gabriela Fardin, da TV Gazeta Noroeste, o delegado Deverly Pereira Junior disse que a polícia tenta identificar quem são os suspeitos que aparecem no vídeo.

“Acreditamos que são jovens reincidentes, já conhecidos dos órgãos policiais da cidade, envolvidos com o tráfico de drogas, que já investigamos e prendemos. Muito provavelmente a conclusão será que faz parte da disputa pelo tráfico. Nós já identificamos o local, é em Colatina”, afirma.

A polícia investiga envolvimento dos jovens em duas ocorrências envolvendo disparos de arma de fogo no último fim de semana. No sábado (22), houve confronto entre dois suspeitos armados e policiais militares no bairro Operário. Os criminosos fugiram por uma trilha.

Já no bairro Bela Vista, dois homens, de 25 e de 26 anos, foram baleados por uma dupla armada com um revólver e uma arma longa, que não foi identificada pela Polícia Militar. As vítimas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros.

“Não é possível afirmar ainda se são os mesmos jovens do vídeo, mas há a possibilidade de que alguns deles estejam envolvidos. E como acreditamos que são jovens reincidentes, não será difícil identificar se são os mesmos", aponta o delegado.

As tentativas de homicídio registradas e o vídeo com a ostentação de armas são investigados pela Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Colatina. O delegado afirma que a corporação está perto de ter um esclarecimento dos casos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.