ASSINE

Vídeo: Festa de São José de Anchieta termina em briga no Sul do ES

Briga que aconteceu na madrugada desse domingo (12) teria sido motivada por um desentendimento entre duas mulheres; um policial militar ficou ferido

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 13/06/2022 às 17h43

A "Festa Nacional de São José de Anchieta" terminou em briga na madrugada desse domingo (12), no Centro da cidade de Anchieta, no Sul do Estado. De acordo com a Polícia Militar, a confusão aconteceu após o horário oficial do evento religioso e terminou com um policial ferido.

Segundo a corporação, equipes de Força Tática receberam um chamado de briga generalizada, por volta das 2h. Diante da situação, a equipe dispersou a confusão por meio de contenção do local e uso de equipamentos não letais – momento em que o militar ficou ferido.

“Na ocasião, um militar foi atingido por uma garrafa quebrada, que rasgou o fardamento e provocou ferimento. O militar foi atendido no Pronto Atendimento do município”, comunicou a PM.

Em relação ao motivo da briga, populares relataram aos militares que "a confusão teria sido iniciada por um desentendimento entre duas mulheres, em que uma delas, ao visualizar o ex-companheiro com a nova namorada, teria iniciado as agressões contra o casal”.

Já a Guarda Civil Municipal informou que esteve presente durante todo o evento e, nos quatro dias de programação, só houve essa ocorrência de briga generalizada. Além disso, comunicou que não recebeu acionamento da confusão e a equipe não estava mais no local durante o ocorrido.

BRIGA ACONTECEU APÓS A FESTA

A Polícia Militar informou que a festa apresentou uma programação religiosa e cultural realizada pela Prefeitura de Anchieta. “De acordo com a programação enviada, o evento do sábado (11) se findaria até a 1h do domingo (12), horário para o qual foi destinado policiamento exclusivo para o evento”, disse.

Além disso, a corporação explicou que, após o horário estipulado para a festa, o evento continuou contando com a cobertura dos militares “por meio do efetivo ordinário e do efetivo de Força Tática, que também atendiam as demais demandas municipais e o entorno do evento”.

Ainda segundo a PM, “esse tipo de evento que ocorre em via pública é propício de ocorrer este tipo de situação, uma vez que se torna inviável o controle e revista de quem frequenta o local, por ser aberto ao público”. Ninguém envolvido na confusão foi detido ou identificado no local.

Já a Polícia Civil disse, em nota, que o boletim de atendimento da Polícia Militar foi registrado como lesão corporal leve, crime que depende da manifestação por parte da vítima para que haja investigação, e que não houve suspeito detido no momento do fato.

A PC também orientou que a ocorrência seja registrada pela vítima ou por um familiar, pessoalmente em uma delegacia ou por meio do site da Delegacia Online.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.