ASSINE

Vídeo de assalto a banco com tiros e morte não foi registrado no ES

Imagens compartilhadas como se tivessem ocorrido em São Mateus, no Norte do Espírito Santo, são de tentativa de assalto nesta segunda (21), mas em cidade com mesmo nome no Maranhão

Tempo de leitura: 2min
Colatina
Publicado em 21/06/2022 às 16h16

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra cenas impressionantes: um criminoso aparece sendo morto a tiros por um vigilante durante uma tentativa de assalto a um banco. As imagens, registradas por uma câmera de segurança de uma agência bancária no fim da manhã desta segunda-feira (20), vêm sendo compartilhadas com informações de que o fato teria ocorrido em São Mateus, e confundindo internautas que acreditam se tratar do município no Norte do Espírito Santo. No entanto, o crime ocorreu em uma cidade com o mesmo nome, mas localizada no Estado do Maranhão.

São Mateus do Maranhão, que fica a 180 km da capital São Luís, foi o cenário das imagens que parecem um filme policial. O suspeito, identificado como Nilton César Silva Aguiar, e outros dois indivíduos entraram em uma agência do Banco Sicoob se passando por clientes. Nilton fingiu estar com pinos na perna para passar com a arma pelo detector de metais, segundo o jornal Estado de Minas.

O vídeo mostra o momento em que Nilton, que está de chapéu, tenta render o vigilante da agência, que reage ao assalto. Acontece uma troca de tiros entre os dois e o suspeito é baleado, mas ainda tenta ir atrás do vigilante e atirar contra ele. Nilton desiste e tenta fugir, mas cai na porta giratória do banco.

Segundo informações do G1 Maranhão, o suspeito não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Já o vigilante foi atingido com um tiro no braço e levado para o hospital da cidade. Não há informações sobre o estado de saúde dele, segundo o portal de notícias. Os outros dois suspeitos que estavam com Nilton conseguiram fugir e ainda não foram identificados.

Polícia Civil do Maranhão informou que Nilton é suspeito de participar do sequestro de um comerciante. Ele estava preso, mas fugiu da penitenciária Professor José Ribamar Leite, em Teresina, em abril deste ano.

* Com informações do G1 Maranhão e do jornal Estado de Minas

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.