ASSINE

Unidade da PM é atingida por tiro e dois suspeitos são presos em Vargem Alta

Um cerco foi realizado e, como um dos suspeitos estava com tornozeleira eletrônica, foram solicitadas informações à Justiça, que passou detalhes sobre a localização

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 28/04/2021 às 12h35
Um helicóptero foi usado para ajudar na localização dos suspeitos que fugiram para a mata
O tiro contra a DPM foi feito enquanto policiais realizavam patrulhamento, na noite de segunda-feira (26). Crédito: Divulgação/Polícia Militar

Dois homens foram presos nesta terça-feira (27), em Vargem Alta, no Sul do Espírito Santo, suspeitos de atirar contra a unidade de Destacamento de Polícia Militar (DPM) de Castelinho, no interior do município. Eles tentaram fugir para uma mata e um helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Secretaria da Casa Militar (Notaer) foi usado nas buscas.

Segundo informações da Polícia Militar, o tiro contra o DPM foi feito enquanto policiais realizavam patrulhamento, na noite de segunda-feira (26). “Dois indivíduos em uma motocicleta realizaram um tiro com uma espingarda cartucheira. Na manhã da terça-feira (27), com o auxílio das filmagens, foi elaborada uma operação para deter os criminosos”, informou a polícia.

Nesta terça (27), os policiais foram até a casa dos suspeitos e, na tentativa de abordagem, eles fugiram para uma mata. Um cerco foi realizado e, como um dos suspeitos estava em regime semi-aberto e com uma tornozeleira eletrônica, foram solicitadas informações à Justiça, que passou detalhes sobre a localização.

Os dois foram encontrados dentro de um buraco no matagal e encaminhados à Delegacia de Polícia de Vargem Alta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.