ASSINE

"Um milagre eu estar vivo", diz balconista esfaqueado em assalto no Centro

Caso aconteceu na noite deste domingo (11). A vítima tinha acabado de sair da igreja e esperava o ônibus quando foi atacada por um homem

Publicado em 12/10/2020 às 12h45
Atualizado em 12/10/2020 às 12h45
Silas Neves da Silva teve três cortes profundos na cabeça além de ferimentos no pescoço, no nariz e próximo ao olho
Silas Neves da Silva teve três cortes profundos na cabeça, além de ferimentos no pescoço, no nariz e próximo ao olho. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

O balconista Silas Neves da Silva, de 31 anos, que foi esfaqueado durante um assalto no Centro de Vitória na noite deste domingo (11), teve alta do Hospital Estadual de Urgência e Emergência na manhã desta segunda-feira (12). Ainda em choque pelo acontecido, ele afirmou em entrevista à TV Gazeta que foi um milagre de Deus ter sobrevivido.

"Foi um milagre eu estar vivo. Eu tenho fé em Deus que isso tudo foi uma experiência ruim, mas Deus está na frente. E [agora é] tocar a vida", disse após sair do hospital com um curativo na cabeça. Ele teve três cortes profundos e também recebeu pontos por lesões sofridas próximo ao olho, no nariz e no pescoço.

Silas contou que tinha acabado de sair da igreja no Centro de Vitória e estava esperando o ônibus no ponto da Avenida Jerônimo Monteiro para ir para a casa em Bela Vista, quando foi atacado por trás pelo assaltante. O crime aconteceu por volta de 21h, em frente à Praça Oito, e foi filmado por câmeras de segurança na região. 

"Eu fui mexer no telefone para dar uma olhada rápida no horário do ônibus e depois colocar ele dentro da mochila, mas não teve outra. Ele veio do nada", lembrou. Segundo Silas, o assaltante levou o celular e um dinheiro que seria para ele pagar o aluguel.

As imagens das câmeras mostram que a vítima, de boné vermelho, estava em um ponto de ônibus, quando o assaltante chegou por trás, dando uma gravata (golpe por trás prendendo o pescoço da vítima para imobilizá-la). Ele tentou reagir dando socos no bandido para se defender, mas acabou recebendo os golpes de faca. Veja o vídeo:

A reportagem da TV Gazeta encontrou Silas na região da Vila Rubim, andando para voltar para a casa após sair do hospital. Pelo trajeto, ele teria que passar pelo ponto de ônibus onde tudo ocorreu, mas ele contou que, traumatizado, ele preferiu dar a volta e passar em outra rua.

A reportagem questionou a Polícia Militar se algum suspeito foi detido em função da ocorrência, mas corporação informou que não localizou a ocorrência no plantão vigente e que, portanto, não seria possível fornecer mais informações.

A Polícia Civil informou que o caso será investigado pela Delegacia de Segurança Patrimonial e pede que quem tenha informações sobre o caso entre em contato com Disque-Denúncia 181.

Com informações de Daniela Carla, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.