ASSINE

Suspeito de matar cinco pessoas em Linhares é preso em Vila Velha

Entre os crimes, estão a morte de Mayara dos Santos, de 30 anos, no quintal de uma casa no bairro Interlagos no último domingo (19) e um duplo homicídio em uma barbearia em agosto

Colatina
Publicado em 21/09/2021 às 20h47
 Paulo Eduardo Meira, de 20 anos, morto a tiros em barbearia, e Mayara dos Santos, de 30 anos, morta no quintal de uma casa, em Linhares
Paulo Eduardo Meira, de 20 anos, morto a tiros em barbearia, e Mayara dos Santos, de 30 anos, morta no quintal de uma casa, em Linhares. Crédito: Montagem A Gazeta

Foi preso em Vila Velha um homem de 28 anos, suspeito de ser o autor de cinco assassinatos e de três tentativas de homicídio em Linhares. Entre os crimes, estão a morte de uma mulher no quintal de uma casa no bairro Interlagos no último domingo (19) e um duplo homicídio ocorrido em uma barbearia no mesmo bairro, no dia 23 de agosto.

A prisão foi realizada pela Polícia Civil, por meio da Delegacia Regional de Linhares. O homem já foi denunciado e é réu no processo criminal por outros homicídios.

SOBRE OS CRIMES

Segundo a Polícia Militar, sete pessoas estavam bebendo e comendo no quintal da residência, incluindo crianças, quando os indivíduos efetuaram tiros na direção do grupo. Ainda de acordo com a PM, não havia nenhum mandado contra as pessoas baleadas.

As vítimas do duplo homicídio, ocorrido no dia 23 de agosto, foram dois jovens mortos a tiros em uma barbearia, também no bairro Interlagos. Segundo a Polícia Militar, os jovens foram identificados como Paulo Eduardo Meira, de 20 anos, dono do estabelecimento, e Vinicius Tomaz de Almeida, de 28, cliente do local.

Testemunhas contaram para a reportagem da TV Gazeta Norte que viram quando um homem desceu de um carro e efetuou os disparos, fugindo em seguida.

A Polícia Civil não deu detalhes sobre os outros dois homicídios de que o homem é suspeito. Ainda de acordo com a PC, mais informações serão passadas em entrevista coletiva que será realizada na manhã desta quarta-feira (22), na Chefatura de Polícia Civil, em Vitória.

Assim que novas informações forem passadas, este texto será atualizado.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.