ASSINE

Suspeito de furtar equipamentos agrícolas é preso em Jaguaré

Polícia chegou ao homem de 45 anos após produtores rurais da região denunciarem vários furtos de implementos agrícolas, defensivos e equipamentos de alto valor

Tempo de leitura: 2min
Colatina
Publicado em 13/05/2022 às 19h46
Os equipamentos furtados de propriedades rurais de Jaguaré são avaliados em mais de R$ 200 mil, segundo a Polícia Militar.
Os equipamentos furtados de propriedades rurais de Jaguaré são avaliados em mais de R$ 200 mil, segundo a Polícia Militar. Crédito: Polícia Civil | Divulgação

Um homem de 45 anos foi preso em flagrante, nesta quinta-feira (12), no distrito de São Roque, em Jaguaré, no Norte do Espírito Santo, suspeito de furtar equipamentos agrícolas de produtores rurais do município. Os equipamentos furtados são avaliados em mais de R$ 200 mil, segundo a Polícia Civil.

Segundo a titular da Delegacia de Jaguaré, delegada Gabriella Zaché, a polícia chegou ao suspeito após produtores rurais da região denunciarem vários furtos de implementos agrícolas, defensivos e equipamentos de alto valor.

A equipe da delegacia conseguiu identificar o autor dos furtos e montou um cerco no entorno da propriedade dele. No momento da abordagem, o suspeito tentou fugir e correr para uma mata próxima, mas foi alcançado e preso.

Este vídeo pode te interessar

Na propriedade dele, foram encontrados 90 canos de irrigação com valor de mercado avaliado em mais de R$ 30 mil. Além dos produtos furtados reconhecidos pelas vítimas, foi encontrada uma arma de fogo — que o suspeito alegou ser para defesa pessoal.

Aos policiais, o homem disse que comprou os produtos de uma pessoa, mas não soube informar o nome do vendedor e alegou somente conhecer de “vista”. No entanto, as investigações da Polícia Civil apontam o homem como o principal suspeito de furtar os materiais.

“As diligências realizadas apontam o indivíduo como principal suspeito de receptação e furtos na região, tendo uma propriedade rural que era usada para esconder o material furtado na região. Em interrogatório, ele apenas informou que não tem notas e que alguns produtos eram comprados por meio de anúncios em páginas de rede social, sem qualquer documento que comprove. Entretanto, todos os produtos foram reconhecidos pelas vítimas com o devido registro de boletim”, informou a delegada.

O homem foi autuado pelos crimes de receptação e de posse irregular de arma de fogo. Ele foi conduzido ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Mateus, onde permanece à disposição da Justiça.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.