ASSINE

Suspeito de esquartejar a própria tia em MG é detido no ES

Crime foi cometido na cidade de Nanuque-MG, mas o suspeito estava escondido em Mucurici; homem de 20 anos era investigado por tentativa de homicídio no ES

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 23/02/2021 às 16h03
Viatura da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo
Prisão foi realizada pelas polícias Civil e Militar do Es em parceria com as polícias mineiras. Crédito: Carlos Alberto Silva

Um homem de 20 anos, suspeito de esquartejar a própria tia, foi preso durante uma operação conjunta das polícias Militar e Civil do Espírito Santo e de Minas Gerais, na noite desta segunda-feira (22). O crime aconteceu em Nanuque, município mineiro, mas o suspeito estava escondido em uma casa em  Córrego da Laje, distrito de Mucurici, aqui no Estado, onde, segundo a polícia, era investigado por uma tentativa de homicídio.

Segundo a Polícia Civil capixaba, o homem é o principal suspeito de ter matado e esquartejado a própria tia, de 64 anos, na casa dela, na madrugada de segunda (22). A polícia mineira acredita que o assassinato foi motivado por um desentendimento gerado por um imóvel. A PC ainda afirmou que, logo após o crime, o suspeito deixou Nanuque, que faz divisa com o Espírito Santo, para se esconder em Mucurici.

As forças de segurança capixabas foram acionadas e, ao receber as informações sobre o suspeito, a polícia do município de Montanha constatou que se tratava de um homem investigado por uma tentativa de homicídio em Ponto Belo, no final de 2020. Os policiais encontraram o suspeito escondido em uma casa no interior de Mucurici.

O titular da Delegacia de Polícia de Montanha, Leonardo Ávila, valorizou a integração das forças de segurança mineiras e capixabas e destacou a rapidez da prisão. "Quando trabalhamos em cidades localizadas na divisa com outros Estados, a integração entre as forças policiais é de suma importância para que os crimes tenham resposta rápida. No Noroeste, a parceria entre as Polícias Civil e Militar do Espírito Santo, bem como com instituições de outros Estados, tem gerado importantes resultados tanto para nós, quanto para as polícias da Bahia e de Minas Gerais, nossos vizinhos”, disse.

Logo após a prisão, segundo a Polícia Civil, o suspeito foi levado para Nanuque e entregue para a polícia mineira.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.