ASSINE

Secretário pede que população evite Morro do Moreno à noite ou antes de amanhecer

Declaração foi dada durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (13), em que a Polícia Civil falou sobre a prisão dos suspeitos de participarem em um assalto que terminou com um inspetor penitenciário baleado no ponto turístico de Vila Velha

Publicado em 13/01/2021 às 13h32
Atualizado em 13/01/2021 às 14h58
O secretário estadual de segurança pública, Coronel Alexandre Ramalho, defende fiscalização mais rígida no comércio de fogos de artifício
Alexandre Ramalho, falou sobre o crime no Morro do Moreno. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, Alexandre Ramalho, orientou os capixabas e turistas a não frequentarem o Morro do Moreno, em Vila Velha, de manhã cedo e à noite para evitar assaltos. A declaração foi dada durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (13), em que a Polícia Civil falou sobre a prisão dos suspeitos de participarem em um assalto que terminou com um inspetor penitenciário baleado.

A vítima perdeu o movimento das pernas depois que a bala atingiu uma das vértebras e segue internada no Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), o antigo São Lucas, em Vitória.

"A Guarda Municipal e a Polícia militar não conseguem ocupar todos os pontos do morro por 24 horas. É preciso o apoio da população para que não acesse aquele local em horários que possam ter dificuldade, como durante a noite ou de madrugada, quando ainda não amanheceu. É comum subir para querer ver o sol nascer ou o por do Sol. O que os criminosos procuram é uma oportunidade. Não se trata de culpabilizar a vítima, não é isso. Mas como dica de segurança: atentar para o horário, sempre subir em grupo, olhar se a Guarda ou a PM estão lá e não ir em horário mais ermo", destacou Ramalho.

COMO FOI O CRIME

Dois suspeitos de participar da tentativa de latrocínio que terminou com o inspetor penitenciário Rodrigo Figueiredo da Rosa baleado foram presos por policiais do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic). A arma de fogo do inspetor penitenciário foi recuperada.

De acordo com informações apuradas pela reportagem da TV Gazeta, no final da noite desta terça-feira (12) três homens foram presos em uma casa no bairro Santa Bárbara, em Cariacica.

Eles foram levados para a Delegacia Patrimonial, mas a polícia constatou que um deles era um receptador. Esse terceiro homem estava na casa para comprar celulares roubados e, após prestar esclarecimentos à polícia, ele foi liberado. Pelo crime de tentativa de homicídio, dois homens ficaram preso

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.