ASSINE

Sacolas de fast-food eram utilizadas para entregar drogas em Vitória

As embalagens foram encontradas pela Polícia Civil durante uma operação no Morro do Macaco nesta sexta-feira (14); drogas e armas também foram apreendidas e uma pessoa foi presa

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 14/01/2022 às 09h31
Embalagem de fast food
Embalagens de fast food eram utilizadas para disfarçar a entrega de drogas por traficantes em Vitória. Crédito: Freepik

Embalagens de fast-food utilizadas por traficantes para entregar drogas foram encontradas pela Polícia Civil durante uma fase da Operação Sicário II, que aconteceu nesta sexta-feira (14), em bairros de Vitória. Os policiais também apreenderam grandes quantidades de haxixe, maconha e cocaína, além de uma pistola calibre 9 milímetros e material para embalo de drogas. Uma pessoa foi presa.

Segundo o delegado Romualdo Gianordolli, chefe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), as embalagens de fast-food eram utilizadas para disfarçar a entrega das drogas. Ele ressaltou, ainda, que o haxixe encontrado no Morro do Macaco, uma das áreas que foram alvo da operação, era preparado em outro lugar.

"A gente acredita que várias embalagens de hamburguer, várias sacolas de fast-food, com certeza ele fingia que entregava lanches, mas entregava haxixe pelos lugares. Outra coisa que chama a atenção é que o haxixe não é prensado no Morro do Macaco, é feito em outro lugar", disse.

A polícia apreendeu armas e drogas durante a Operação Sicário nesta sexta-feira (14)
A polícia apreendeu armas e drogas durante a Operação Sicário nesta sexta-feira (14). Crédito: Divulgação/Sesp

Gianordolli afirmou também que o preparo da droga chamou atenção dos policiais. Ele contou que o haxixe foi apreendido em grandes quantidades, algo raramente encontrado nas operações policiais. Além disso, segundo o delegado, o volume de drogas encontrado indica que são vendidas para pessoas de classe média ou classe média alta.

"A gente nunca tinha apreendido uma droga com esse tipo de preparo, era em grande quantidade e um grande valor. O quilo de haxixe é aproximadamente 4 mil dólares, então a gente, fazendo um cálculo rápido, apreendeu R$ 210 mil em drogas. Então, não é uma droga vendida para aquele viciado que fica nas ruas, como o crack. É uma droga que entra na classe média, classe média alta", completou.

A OPERAÇÃO SICÁRIO II

A Operação Sicário II é coordenada pelo Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Os alvos são nos bairros Resistência, Praia do Suá (Morro da Garrafa) e Tabuazeiro ( Morro do Macaco). Até o momento, uma pessoa com mandado de prisão em aberto foi detida, além de armas e drogas apreendidas.

Policiais cumprem mandados de prisão e busca e apreensão em um desdobramento da Operação Sicário
Policiais cumprem mandados de prisão e busca e apreensão em um desdobramento da Operação Sicário . Crédito: Divulgação/Sesp ES

A operação também conta com a participação do secretário de Segurança do Estado, coronel Alexandre Ramalho. Um helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo da Secretaria da Casa Militar (Notaer) dá apoio aéreo aos policiais na ação.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.