ASSINE

Polícia investiga oferta de vagas para meninas venderem virgindade no ES

Caso é investigado pela Delegacia Especializada de Infrações Penais e Outras (Dipo) de Linhares. Segundo a PM, autor da publicação é suspeito de induzir menores à prostituição

Colatina
Publicado em 21/01/2022 às 18h15
A denuncia é de que a publicação induza crianças e adolescentes a prática de prostituição.
Denúncia é de que autor da publicação induz crianças e adolescentes à prática de prostituição. Crédito: Redes Sociais | Reprodução

Em uma publicação nas redes sociais, um homem oferece duas “vagas” para meninas que quisessem vender a virgindade no Espírito Santo , afirmando ainda que o valor pago é caro. O anúncio chegou a um policial militar, que denunciou o suspeito na Delegacia Regional de Linhares, no Norte do Estado.

Segundo a Policia Militar, o homem é um suposto autor de publicações em redes sociais que induzem crianças e adolescentes à prática de prostituição.

Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada de Infrações Penais e Outras (Dipo) de Linhares, que já iniciou diligências. Segundo a corporação, mais detalhes sobre a investigação não serão divulgados, por enquanto.

Este vídeo pode te interessar

A Polícia Civil destacou que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. "O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas", finalizou a corporação.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.