ASSINE

Polícia do ES prende homem na Bahia por ameaçar ex-mulher de morte

Vítima sofreu violência doméstica desde os 15 anos, chegando a se mudar para o Estado baiano com o suspeito. Ao retornar ao Espírito Santo, passou a receber mais ameaças, inclusive foto de arma

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 25/11/2021 às 18h24

Um homem de 25 anos, suspeito de ameaçar a ex-esposa de morte, foi preso na manhã desta quinta-feira (25) no município de Laje, na Bahia, após anos de um relacionamento abusivo do casal. A prisão foi realizada pela Divisão Especializada de Atendimento à Mulher (DIV-Deam) do Espírito Santo, com o apoio da Polícia Civil baiana (PC-BA). Os envolvidos no caso não tiveram seus nomes divulgados.

Segundo a Polícia Civil capixaba, a vítima foi submetida a violência doméstica desde que tinha 15 anos, quando o relacionamento começou, chegando a se mudar com o suspeito para a Bahia. Há cerca de um mês, a mulher saiu de casa com o filho do casal e voltou para o Espírito Santo, onde morava inicialmente.

Ainda segundo a Polícia Civil, com a separação, o ex-marido da vítima passou a ameaçá-la de morte por mensagens, o que a levou a registrar um boletim de ocorrência.

Durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (25), a titular da DIV-Deam, delegada Claudia Dematté, detalhou que a mulher, que não teve o nome divulgado, morava no Espírito Santo quando decidiu ir para a Bahia com o suspeito. Na época, ela tinha apenas 15 anos. "Lá, eles tiveram um filho. Hoje, a criança tem dois anos. Depois da gravidez, ela passou a sofrer os mais diversos tipos de violência", disse.

Homem enviou foto de arma, ameaçando a vítima de morte
Homem enviou foto de arma, ameaçando a vítima de morte. Crédito: Divulgação | Polícia Civil

Segundo a delegada, ao completar 18 anos — por não aguentar mais a situação de violência — a vítima voltou para o Estado capixaba. O suspeito veio atrás, pegou o filho e passou a ameaçá-la. "Ele dizia que se ela não voltasse para ele e para a Bahia, ele voltaria ao Espírito Santo para matá-la. Neste final de semana, ele começou a falar que, como ela não voltou, ele a mataria, e chegou a mandar fotos de arma de fogo", completou a delegada.

Com medo, a vítima procurou a polícia, o Ministério Público e outros órgãos. Nesta quinta-feira (25), o homem de  25 anos foi preso na zona rural de Laje (BA) por volta das 6h30. "A ação rápida com certeza possibilitou que nós salvássemos a vida dessa mulher, vítima dessa violência absurda", concluiu Dematté.

O INÍCIO DO RELACIONAMENTO

De acordo com a titular da Deam de Vitória, delegada Juliana Saadeh, a vítima relatou à polícia que, no início, o ex-companheiro era ciumento e agressivo, mas não a agredia fisicamente e psicologicamente ainda. "Um ano depois, morando na Bahia com ele, ela engravidou. Ao ter conhecimento da gravidez, ele começou com o comportamento agressivo, com tapas, empurrões e xingamentos", disse.

A mulher ainda informou no boletim de ocorrência que, com o nascimento da criança, as agressões pioraram e que, com muito medo, ela fez o registro na polícia, mas acabou se reconciliando com o homem. "Ele dizia que, se ela avisasse a polícia novamente, ele sairia da cadeia e a mataria. Ela veio para Vitória, ele continuou as ameaças", concluiu.

O homem permanece preso no Estado da Bahia, com a prisão preventiva decretada. O suspeito vai responder pelo crime do art.147-A, tipificando o crime de perseguição (stalking).

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.