ASSINE

Polícia Civil prende suspeito de sequestrar vereador em Brejetuba

O vereador Antônio Marcos Bonifácio de Souza (Cidadania) contou que foi sequestrado e ameaçado, no dia 17 de fevereiro. Carro usado no crime foi apreendido. Suspeito foi preso por outro crime, pois tinha um mandado de prisão em aberto

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 25/02/2021 às 16h43
Atualizado em 25/02/2021 às 20h36
Um dos suspeitos foi preso e o carro usado no crime apreendido em Brejetuba
Carro usado no dia do crime foi aprendido . Crédito: Divulgação/ PCES

Um homem de 42 anos foi preso na manhã desta quinta-feira (25) em Brejetuba, Região Serrana do Espírito Santo, suspeito de envolvimento na extorsão mediante sequestro de um vereador da cidade. O detido já tinha mandado de prisão em aberto por outro crime.

Segundo a Polícia Civil, o sequestro ao vereador Antônio Marcos Bonifácio de Souza (Cidadania) aconteceu no dia 17 de fevereiro. O vereador contou que, naquele dia, estava indo para sessão na Câmara de Vereadores quando foi parado na rua por um homem que dirigia um Volkswagen Gol vermelho.

O motorista pediu ajuda para conseguir um atendimento médico para a esposa dele, que estaria com dificuldades no posto de saúde. Pediu para o vereador ir com ele até o posto, dizendo que depois daria carona de volta para a Câmara. O vereador aceitou e entrou no carro. Só que no caminho, segundo o vereador, o motorista parou e pegou outro comparsa, que estaria armado, e os dois o sequestraram e foram em direção ao interior.

“Fizeram ameaças de morte se eu não renunciasse meu cargo, pois diziam que havia traído um antigo vereador. Chorei muito, pois fizeram ameaças à vida do meu filho. Me levaram até Viana, onde me deixaram com meu celular”, contou o vereador que não voltou à cidade, por motivos de segurança.

PRISÃO

Segundo o delegado Claudio Rodrigues Araujo, o veículo utilizado no crime foi localizado e apreendido, com o apoio da Polícia Militar. O carro foi encontrado em uma oficina mecânica, na localidade de Córrego Grande, na zona rural de Brejetuba.

“Levantamos imagens, bem como a localização do carro usado no crime. Nas diligências, constatamos que um dos envolvidos já tinha mandado de prisão preventiva em aberto pelo crime de receptação, de modo que iniciamos buscas para dar cumprimento a este mandado e mantê-lo preso, enquanto damos prosseguimento às investigações sobre o sequestro”, afirmou o delegado.

Ao saber que a polícia estava à sua procura, o suspeito que dirigia o carro quando o vereador foi sequestrado se apresentou na delegacia acompanhado de um advogado. No entanto, ele desconhecia a existência do mandado de prisão em seu desfavor. O preso foi encaminhado ao sistema prisional.

Segundo o delegado, o suspeito preferiu manter o silêncio durante a coleta do depoimento. A Policia Civil informou que estão coletando depoimentos e investigando informações que levem a outros envolvidos no crime.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.