ASSINE

Novo golpe: mensagem por SMS anuncia débito falso e traz link malicioso

Mensagem enviada por SMS utiliza nome da Caixa Econômica Federal e da Claro anunciando falso débito automático para que as pessoas cliquem no link e tenham dados roubados

Vitória
Publicado em 07/01/2021 às 15h20
Exemplo da mensagem recebida por capixabas; golpe pode gerar sérios prejuízos às vítimas
Exemplo da mensagem falsa recebida por capixabas; link malicioso pode gerar sérios prejuízos às vítimas. Crédito: Reprodução

Utilizando o medo das vítimas de perder quase R$ 1.300 por meio de um desconhecido débito automático é que criminosos tentam levá-las a clicar em um link falso, enviado por SMS. Para dar mais credibilidade, eles usam até o nome da Caixa Econômica Federal e da Claro – mas trata-se, na verdade, de um golpe.

As mensagens de texto foram enviadas para diversos capixabas durante os últimos dias. Entre eles havia, inclusive, quem fosse cliente tanto do banco, quanto da empresa de telecomunicação. Ou seja, que teria uma tendência maior de acreditar que se tratava de um aviso honesto e de ter prejuízos.

500 estelionatos

são registrados, em média, a cada ano, na região que engloba as cidades de Vitória, Vila Velha, Serra, Cariacica e Viana

À frente da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos, o delegado Brenno Andrade explica que, por meio desse link, o criminoso poderia ter acesso a diversos dados pessoais da vítima, incluindo os bancários. Além da possibilidade de sequestrar informações, crime conhecido também como ransomware.

"O criminoso conseguiria direcionar a vítima para uma página falsa da Caixa, na qual ela inseriria dados pessoais ou bancários. A partir daí, seria possível acessar a conta ou criar uma e praticar golpes no nome dessas pessoas. Por meio desse link também seria possível instalar programas maliciosos que criptografam dados", alerta.

Brenno Andrade

Titular da Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC)

"A orientação é nunca clicar nesses links e sempre consultar canais oficiais da empresa para saber se aquilo procede e, assim, evitar qualquer dor de cabeça"

E em tempos de pandemia é preciso ficar especialmente atento. "As pessoas estão mais em casa e usando mais dispositivos eletrônicos. Os criminosos sabem desse comportamento e, por isso, tivemos um aumento no número desses golpes. Muitos deles, inclusive, fazendo relação com a Covid-19", revela Brenno.

Embora ainda não tenha recebido denúncias dessa tentativa específica envolvendo a Caixa e a Claro, o delegado garante que deve ser apenas uma questão de tempo. "Foi assim quando houve o lançamento do Pix, sabíamos que viriam casos. A mensagem vai mudando, mas o princípio usado pelos criminosos é mesmo", afirma.

FIQUE ATENTO E NÃO CAIA EM GOLPES

Em uma página específica com orientações de segurança, a Caixa garante que não envia qualquer tipo de link por SMS, e-mail ou WhatsApp. Por isso, além de orientar que os clientes desconfiem em casos como esse, pede para que eles denunciem a tentativa de golpe, enviando um e-mail para [email protected]

A Claro também possui uma página que reúne orientações com o objetivo de prevenir fraudes vinculadas à empresa e afirmou que "trabalha em campanhas educativas para facilitar, por parte dos clientes, a identificação de possíveis golpes". Denúncias de tentativas podem ser feitas pelo endereço de e-mail [email protected]

Ainda assim, se você ficar em dúvida se a mensagem é ou não idônea, existe a possibilidade de entrar em contato com ambas as empresas pelos canais de atendimento ao cliente. Para consultar quais são eles, basta ir até à página da Caixa ou da Claro. As duas oferecem meios digitais e telefônicos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Caixa Econômica Federal Espírito Santo Grande Vitória Polícia Civil breno andrade espírito santo estelionato

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.