ASSINE

Músico que matou professor de capoeira em Itaúnas é preso novamente

Tiago Passos Viana é acusado da morte de Cuarassy Medeiros em dezembro de 2020. Na ocasião ele chegou a ser preso, mas foi liberado devido a habeas corpus. Um mandado de prisão expedido neste ano o levou a ser preso novamente nesta segunda (19)

Colatina / Rede Gazeta
Publicado em 19/07/2021 às 17h59
Vídeo mostrou momento que antecede a morte de Cuarassy
Vídeo mostrou momento que antecede a morte de Cuarassy. Crédito: Reprodução

O músico Tiago Passos Viana foi preso na tarde desta segunda-feira (19) em Colatina, no Noroeste do Espírito Santo. Ele é acusado de matar do capoeirista Cuarassy Pedro Medeiros Del Nery, de 39 anos. O crime aconteceu numa sexta-feira, em 18 de dezembro de 2020, na Vila de Itaúnas, em Conceição da Barra, Norte do Espírito Santo. O réu tinha um mandado de prisão em aberto e foi encontrado pela Polícia Militar no bairro Nossa Senhora Aparecida. 

O réu chegou a ser preso alguns dias depois do crime, mas foi liberado no fim de janeiro após a expedição de um habeas corpus. Em fevereiro, o músico foi denunciado pelo Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Conceição da Barra. Ainda em fevereiro, a prisão preventiva de Tiago foi decretada. 

A Polícia Militar informou que o homem foi encaminhado para a Delegacia Regional de Colatina. Segundo a Secretaria de Estado da Justiça, Tiago já se encontra no Centro de Detenção Provisória de Colatina.

O OUTRO LADO

Procurado pela reportagem de A Gazeta, o advogado do acusado, Lucas Scaramussa, afirmou que vai recorrer da prisão e disse que Tiago agiu em legítima defesa. 

“A defesa já recorreu ao Superior Tribunal de Justiça. A prisão preventiva de Tiago jamais teve fundamento legal, o próprio judiciário o soltou e sem fato novo algum novamente determinou sua prisão. É visível que ele agiu claramente em legítima defesa”, afirmou Scaramussa. 

O CASO

Cuarassy Medeiros del Nery foi morto a tiros na noite de 18 de dezembro de 2020 em uma pousada no distrito de Itaúnas, em Conceição da Barra. A Polícia Militar informou que um funcionário do estabelecimento contou que a vítima e o músico discutiram em frente à pousada — um vídeo flagrou o momento da briga (veja abaixo). O caso gerou muita comoção em todo o Estado. 

Vídeo mostra briga que antecedeu assassinato de professor de capoeira em Itaúnas

O homem apontado como autor dos disparos, de acordo com uma testemunha, correu para dentro da pousada para fugir, mas a vítima foi atrás do homem. A testemunha informou à Polícia Militar que Cuarassy agrediu o homem com socos e quebrou um copo nele. O suspeito sacou uma arma e atirou contra Cuarassy, que morreu no local.

A família de Cuarassy contesta a versão da testemunha e diz que o vídeo que mostra a briga antes do crime, divulgado por A Gazeta, "prova que ele não quebrou copo em ninguém e que estava sendo provocado". Ainda de acordo com relato dos familiares, os dois — Cuarassy e Thiago — não estavam hospedados na pousada, mas correram para dentro do estabelecimento no momento da briga. Eles também afirmam que houve uma luta corporal entre o professor e o suspeito antes dos disparos.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Colatina Polícia Civil colatina itaúnas

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.