ASSINE

Mulher é agredida com pedradas na cabeça pelo companheiro em Cachoeiro

Crime foi registrado na noite desta quinta-feira (9), no bairro Zumbi. O agressor, segundo a Polícia Militar, possui outras denúncias pela Lei Maria da Penha

Tempo de leitura: 2min
Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 10/06/2022 às 14h33

Uma mulher de 42 anos foi agredida com muitas pedradas pelo companheiro, um homem de 36 anos, no bairro Zumbi, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo. O crime foi registrado na noite desta quinta-feira (9). O agressor, segundo a Polícia Militar, possui outras denúncias pela Lei Maria da Penha.

Segundo o registro policial, a vítima estava muito debilitada para conversar, porém, com poucas palavras conseguiu contar que foi agredida pelo companheiro após uma discussão relacionada ao filho dela.

O homem feriu a mulher na cabeça com diversos golpes de uma pedra de granito, que ele pegou de uma mesa de centro da residência. Ela disse aos militares que ele não parava com as agressões e em um momento, conseguiu fugir, gritar por socorro e pediu ajuda a vizinhos.

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU
Vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU. Crédito: Divulgação/ Sesa

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi acionado e foi encaminhou a vítima ao hospital. O agressor fugiu do local após o crime. A Polícia Militar fez patrulhamento no bairro, mas não o localizou.

Polícia Civil informou, em nota, que o caso seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) de Cachoeiro de Itapemirim, e, até o momento nenhum suspeito foi detido. Segundo a corporação, "todas as partes serão ouvidas e possivelmente haverá pedido de prisão".

A PC ainda destacou que a população pode denunciar através do Disque-denúncia (181) qualquer tipo de irregularidade, ilegalidade ou repassar informações que ajudem as polícias na elucidação de delitos ou infrações. A ligação é gratuita e pode ser realizada em qualquer município do Estado.

Atualização

10 de Junho de 2022 às 16:23

Após publicação desta matéria, a Polícia Civil respondeu à demanda de A Gazeta, falando sobre a investigação do caso. O texto foi atualizado.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.