Mulher denuncia marido por cárcere privado em Guaçuí

Vítima contou que estava sendo mantida presa em casa há cerca de quatro dias com os filhos; ela esperou o marido deixar o imóvel para pedir socorro

Cachoeiro de Itapemirim
Publicado em 20/01/2021 às 17h49
Atualizado em 20/01/2021 às 17h49
Delegacia de Guaçuí
Delegacia de Guaçuí investiga o caso. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta Sul

Uma mulher de 22 anos conseguiu pedir a ajuda da Polícia Militar na noite desta terça-feira (19) para denunciar o marido, em Guaçuí, na Região do Caparaó. A vítima contou que estava sendo mantida presa dentro de casa há cerca de quatro dias com os filhos. Ela esperou ele deixar o imóvel para pedir socorro.

Segundo informações da polícia, o caso aconteceu no bairro João Ferraz de Araújo, às 19h30. A mulher contou para os militares que sofre agressões do marido e que durante os dias que ficou trancada em casa, não recebia alimentação suficiente para ela e os filhos.

Ela disse ainda que por diversas vezes tentou sair do imóvel e voltar para casa da mãe, mas todas às vezes foi impedida pelo companheiro. O suspeito foi procurado pelos policiais, porém não foi localizado.

A mulher foi orientada pelos militares a registrar o caso na Polícia Civil e buscar uma medida protetiva. A vítima deixou o imóvel com os filhos e foi para casa de familiares. A Polícia Civil informou, por meio de nota, que não localizou nenhuma ocorrência com essas informações registrada na delegacia de Guaçuí.

Como o crime de lesão corporal depende de representação por parte da vítima para que haja investigação, o registro deve ser feito exclusivamente pelo ofendido (pessoa física). As vítimas desse tipo de crime devem registrar o Boletim de Ocorrência informando o desejo de representar contra o agressor, o que pode ser feito em qualquer delegacia de polícia ou ainda por meio da Delegacia On-line. Caso a vítima registre a ocorrência, o caso será investigado pela Polícia Civil.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.