ASSINE

Morte de mulher é descoberta após criança ser encontrada sozinha na rua em Viana

Polícia Militar soube que a mulher havia sido assassinada depois que um morador encontrou o filho da vítima na rua na manhã desta terça-feira (5)

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 05/07/2022 às 07h56
Atualizado em 05/07/2022 às 13h55
Daniele de Jesus Almeida, de 23 anos. Crédito: Reprodução TV Gazeta 
Daniele de Jesus Almeida, de 23 anos. Crédito: Reprodução TV Gazeta 

Uma jovem, identificada como Daniele de Jesus Almeida, de 23 anos, foi assassinada dentro de casa, no bairro Vila Bethânia, em Viana, Grande Vitória. A Polícia Militar foi ao local na manhã desta terça-feira (5) e, conforme apuração da TV Gazeta com a corporação, o caso trata-se de um feminicídio. 

Informações iniciais apuradas pela Polícia Militar com vizinhos da vítima dão conta que, por volta das 22h de segunda-feira (4), moradores ouviram muitos gritos na casa. Nesse momento, ninguém chamou a polícia. Alguns deles chegaram a sair de suas residências para ver o que tinha ocorrido, mas constataram que os gritos cessaram e a casa da vítima estava com as luzes apagadas.

Segundo os vizinhos, as brigas na casa da vítima eram comuns. Como os gritos pararam, eles não acionaram a corporação. Por volta das 5h da manhã, o filha da vítima de 4 anos foi encontrado na rua e disse a um morador do bairro que a mãe estava dentro de casa, com muito sangue perto dela. O homem então acionou a polícia. Dentro da residência ainda foi encontrada uma criança de 3 anos dormindo. 

Ainda de acordo com a reportagem da TV Gazeta, o companheiro da vítima era um ex-presidiário e o casal se envolvia em brigas constantemente. 

O QUE DIZ A POLÍCIA MILITAR

A PM informou que, no final da madrugada desta terça-feira (5), a Polícia Militar foi acionada por um popular que disse ter sido abordado por uma criança de 4 anos que relatou que a mãe teria sido morta pelo pai dentro de casa, em Nova Bethânia, Viana.

"Uma guarnição da PM prosseguiu até o local, onde localizou a vítima já em óbito em um quarto com diversas perfurações por faca, estando a arma ao lado do seu corpo. Até o momento o suspeito não foi localizado. A perícia foi acionada e a ocorrência encaminhada à Polícia Civil para investigação."

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL

A Polícia Civil informou que, na manhã desta terça-feira (5), o Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa realizou as primeiras diligências sobre o caso que seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM). 

"Até o momento, nenhum suspeito foi detido e detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto. O corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares", disse a nota.

A Polícia Civil destacou que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181.

Atualização

5 de Julho de 2022 às 13:54

Após a publicação da reportagem, a TV Gazeta apurou novas informações sobre o caso. O texto foi atualizado. 

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.