ASSINE

Morador de Marataízes desaparecido é encontrado morto dentro de carro

Luiz Antônio Fernandes da Costa, de 47 anos, popularmente conhecido por Deco, estava desaparecido desde a manhã de domingo (04)

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 05/04/2021 às 20h37
Atualizado em 06/04/2021 às 10h25
Morador de Marataízes desaparecido é encontrado morto dentro de carro
Morador de Marataízes desaparecido é encontrado morto dentro de carro. Crédito: Leitor/ A Gazeta

Um morador de Marataízes, Litoral Sul do Espírito Santo, foi encontrado morto dentro de um carro na tarde desta segunda-feira (05). Luiz Antônio Fernandes da Costa, de 47 anos, popularmente conhecido por Deco, estava desaparecido desde a manhã de domingo (04). A causa da morte, segundo a Polícia Civil, ainda não foi confirmada.

O corpo foi encontrado no bairro Barra de Itapemirim, dentro de um Renault Megane. A família acredita que ele tenha sido vítima de um assassinato. O delegado de Marataízes, Renato Barcellos Perim, disse que a causa da morte ainda está sob investigação.

“O local foi isolado e ainda não é possível definir se houve agressão física, morte natural ou outra causa. Somente após o trabalho da perícia técnica poderemos concluir. A perícia foi acionada e o corpo seguirá para o Serviço Médico Legal em Cachoeiro de Itapemirim."

Luiz Antônio Fernandes da Costa, de 47 anos, popularmente conhecido por Deco
Luiz Antônio Fernandes da Costa, de 47 anos, popularmente conhecido por Deco. Crédito: Reprodução/ Redes sociais

Deco tinha necessidades especiais, mas era conhecido pela população local por andar pelas ruas da cidade com uma fralda no pescoço. Ele morava com um irmão. A prima Dulce Helena Macedo contou que a família registrou o desaparecimento e buscava por informações de seu paradeiro. A morte causou repercussão entre amigos e familiares. “Ele era conhecido por todos. Não fazia mal a ninguém. Estamos chocados”, disse a prima.

Na manhã desta terça-feira (6), a Polícia Civil informou que o caso segue sob apuração na Delegacia de Polícia de Marataízes, que iniciou diligências assim que tomou conhecimento do fato. O caso foi registrado, inicialmente, como morte a esclarecer.

O corpo foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, e somente após a realização de exame cadavérico será possível apontar a causa da morte.

A Delegacia de Marataízes está coletando depoimentos de familiares e testemunhas e, neste momento, nenhuma linha de investigação é descartada. De acordo com a polícia, ainda não é possível confirmar se, de fato, trata-se de uma ação criminosa.

Marataízes Polícia Civil desaparecidos ES Sul

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.