ASSINE

Menino de 10 anos é baleado dentro de carro na Serra

Familiares da vítima alegam que a criança foi baleada durante uma operação da Polícia Civil; já a corporação alega que o pai do menino ameaçou atirar nos policiais e fugiu de abordagem

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 03/05/2022 às 11h37
Atualizado em 03/05/2022 às 12h15
Menino foi baleado quando estava em carro com o pai e a madrasta na Serra
Menino foi baleado quando estava em carro com o pai e a madrasta na Serra. Crédito: Rodrigo Gomes

Um menino de 10 anos foi baleado dentro de um carro durante uma operação do Departamento Especializado em Narcóticos (Denarc) da Polícia Civil, na madrugada desta terça-feira (3), no bairro Feu Rosa, na Serra. O disparo atingiu a barriga da criança de raspão.

Familiares da vítima disseram que o menino é morador de Vila Nova de Colares, bairro vizinho, e estava dentro de um carro junto com o pai e a madrasta quando policiais civis em uma viatura descaracterizada deram voz de abordagem ao veículo.

Segundo eles, o menino foi baleado por policiais civis depois que o carro bateu em um poste. Os familiares afirmam ainda que o pai do menino não parou porque não sabia que se tratavam de policiais, já que o carro estava descaracterizado.

O carro, segundo o boletim da PM, não tinha restrições de furto ou roubo. O pai da criança acabou preso.

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL

De acordo com o chefe do Denarc, delegado Tarcísio Otoni, policiais realizaram uma operação na região para combater o tráfico de drogas quando o pai do menino, que, segundo a polícia, seria um traficante, ameaçou atirar nos policiais e fugiu.

"Durante uma das abordagens, um traficante fez menção de disparar contra os policiais, ocasião em que um dos nossos policiais civis efetuou disparo de arma de fogo contra o veículo. Apuramos que ele estava com seus familiares, inclusive o filho de 10 anos. Estava armado, afim de usar a criança pra disfarçar e não chamar atenção da polícia", disse o delegado.

O pai do menino foi atuado em flagrante por associação ao tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e foi encaminhado ao sistema prisional.

TIRO DE RASPÃO NA BARRIGA

O menino foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) e levado para o Hospital Infantil, em Vitória. Os socorristas constataram que ele foi atingido por um tiro de raspão do lado direito da barriga.

A Polícia Civil informou que a origem dos disparos está sendo apurada e o caso será investigado pela Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) da Serra.

O nome da criança não será informado por se tratar de um menor de idade.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.