ASSINE

Menina de 13 anos é estuprada pelo primo na Grande Vitória

Vítima ia para a casa da avó para almoçar, quando foi abordada pelo parente na quarta-feira (11); garota está tomando remédios para evitar gravidez e doenças sexuais

Vitória
Publicado em 14/11/2020 às 13h16
Ilustração - Raio-x da violência - Número de estupros cresce no Esprito Santo
Menina de 13 anos foi estuprada pelo próprio primo na Grande Vitória. Crédito: Arabson

Uma menina de  13 anos de idade foi estuprada pelo primo, no final da manhã da última quarta-feira (11), quando ia para a casa da avó, na Grande Vitória, para almoçar. Por meio de ameaças, o rapaz de 27 anos levou a vítima para a casa dele e a obrigou a ter relações sexuais.

Extremamente abalada, a mãe da menina contou que o estupro teria durado cerca de 15 minutos e que tomou conhecimento logo depois, quando a filha chegou em casa correndo, pedindo para tomar banho. Ao dar para ela a toalha no banheiro, a mãe viu os machucados e os hematomas espalhados pelo corpo.

Mãe da vítima

Identidade preservada por causa da criança

"Quando eles chegaram na casa dele, ele obrigou a minha filha a entrar e falou para não gritar, senão ele ia matar. Lá, ele trancou as portas, ligou o som alto, mandou ela tirar a roupa e estuprou a minha filha"

Conforme o relato da menina para a mãe, ela tentou pular da moto quando viu que não estava sendo levada pelo primo para a casa da avó – o que lhe rendeu uma queimadura na perna – e pediu inúmeras vezes para que pudesse ir embora, sem sucesso. "Ela era virgem, nem sequer era moça ainda. Imagina o que ela passou", desabafou a mãe.

Logo após o estupro, as duas procuraram a Polícia Militar. De acordo com o boletim de ocorrência, o suspeito "consumou o ato sexual sem consentimento, deixando hematomas no corpo da vítima". Apesar da ida até a casa dele e as buscas na região, os policiais não conseguiram encontrar o autor do crime.

Mãe da vítima

Identidade preservada por causa da criança

"Minha filha passou por exame de corpo de delito, que constatou o fato. Ela está muito abalada. Fica dentro de casa, deitada, não come. Só toma os remédios que a médica passou para evitar gravidez e doenças sexuais, porque ele não usou camisinha"

Conforme consta no documento do Programa de Atendimento às Vítimas de Violência Sexual (Pavivis), a menina já teve que tomar três injeções e 12 comprimidos. Ao longo dos próximos 25 dias, ela também terá que continuar com o tratamento e passar, ainda, por outros exames e consultas.

Não bastasse o estupro e a consequência devastadora no corpo e na vida da vítima, o homem de 27 anos obrigou a menina a gravar vídeos dela própria nua, que teriam sido compartilhados na internet. Entre lágrimas, a mãe mal conseguia traduzir em palavras tudo que aconteceu e só espera que o suspeito seja encontrado.

Mãe da vítima

Identidade preservada por causa da criança

"Eu espero que ele apodreça na cadeia. Ele estuprou uma criança. Ele é um bicho. O homem que fez isso com a própria prima não tem coração. É um monstro. Ele acabou com a vida da minha filha"

Devido ao crime ter acontecido na última quarta-feira (14), a Polícia Civil não soube passar informações sobre a investigação do caso, já que "aos finais de semana a assessoria só tem acesso às ocorrências a autuações do plantão vigente das delegacias" e os cartórios funcionam apenas em dias úteis.

FAMÍLIA NO ES PARA AJUDAR FAMILIAR COM COVID-19

Naturais de uma cidade do Rio de Janeiro, a mãe e a filha estão na Grande Vitória desde o dia 23 de outubro, para ajudar a cuidar de um familiar  que está internado com Covid-19. "Vim dar uma força  nesse período e acontece isso. Meu marido queria que a gente fosse embora imediatamente, mas não temos como", contou.

PRIMO SE PRONUNCIA NAS REDES SOCIAIS

Por meio de uma publicação no Facebook, o primo da menina estuprada afirmou que não teria cometido o crime e que "não quis ter relação com ela". Ele também acusa a vítima de ter mandado mensagens e fotos sexuais. Ao mesmo tempo, ele admite que "errou pelo fato dela ser de menor [sic]". Segundo indica o perfil, ele é pai de duas meninas e um menino, todos pequenos.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.