ASSINE

Mais de 200 policiais participam da 9ª fase da Operação Caim no ES

A operação, deflagrada pela Polícia Civil, conta com apoio de outros agentes de segurança. Um dos bairros em que os policiais cumprem mandados é o Morro da Garrafa, na Praia do Suá, em Vitória

Publicado em 24/07/2020 às 06h58
Atualizado em 24/07/2020 às 12h56
Polícia Civil deflagra nona fase da operação Caim
Polícia Civil deflagra nona fase da operação Caim. Crédito: Divulgação/ Polícia Civil

Polícia Civil deflagrou, na manhã desta sexta-feira (24), a 9ª fase da Operação Caim, que combate traficantes e homicidas. A operação é planejada pela Superintendência de Polícia Especializada (SPE), da Polícia Civil.

Mais de 200 policiais estão nas ruas desde às 5h30 para cumprir 30 mandados, entre prisão e busca e apreensão. A operação conta com o apoio de equipes das polícias Federal, Rodoviária Federal, Judiciária da Força Nacional, Ostensiva da Força Nacional, Companhia Independente de Missões Especiais (Cimpesp) da Polícia Militar, Notaer e as Guardas Municipais da Grande Vitória. Um dos bairros em que os policiais cumprem mandados é o Morro da Garrafa, na Praia do Suá, em Vitória.

De acordo com a polícia, durante os últimos quatro meses, a Caim realizou oito fases que resultaram em 270 detenções, 59 armas, 1.585 munições, 13 veículos, drogas e mais de R$ 58 mil em dinheiro apreendidos.

HISTÓRICO

O nome “Operação Caim” faz referência à história bíblica dos irmãos Caim e Abel e remonta ao primeiro homicídio sobre o qual a sociedade teve conhecimento.

1ª fase - 02 de abril: nos municípios de Cariacica e Vila Velha, resultou na prisão de 15 suspeitos, dois adolescentes apreendidos, além de armas, munições e drogas.

2ª fase - 08 de abril: alcançou o resultado de 39 detenções em todo o Estado, apreensão de 10 armas, drogas e munições.

3ª fase - 17 de abril: resultou em 47 suspeitos detidos, dois adolescentes apreendidos, dez armas, 888 munições, entorpecentes, dois veículos e uma moto apreendidos.

4ª fase - 24 de abril: foram efetuadas 12 prisões de adultos e a apreensão de um adolescente, além de três armas, 125 munições, um simulacro de arma de fogo e drogas.

5ª fase - 08 de maio: ocorreram 43 prisões em todo o Estado, sendo 16 de suspeitos de homicídios. Foram cumpridos 34 mandados de busca e apreensão, que resultaram em apreensão de munições, drogas e dez armas, entre elas uma granada.

6ª fase – 21 de maio: 52 detenções foram realizadas, sendo 12 de homicidas. Durante o cumprimento de 32 mandados de busca e apreensão, as equipes apreenderam dez armas, munições, drogas, veículos e mais de R$ 5 mil em dinheiro.

7ª fase – 08 de junho: 37 suspeitos foram detidos e um adolescente apreendido. Foram apreendidos 10 armas, 167 munições, R$ 5.556,00 em espécie, roupa camuflada, balança de precisão, entorpecentes e material para embalo.

8ª fase – 02 de julho: 19 suspeitos foram detidos em todo o Estado - entre as prisões realizadas, destaca-se a de um indivíduo de 26 anos considerado de alta periculosidade. O detido possuía quatro mandados de prisão em aberto, tem envolvimento em, pelo menos, sete homicídios cometidos em Vitória, e é considerado um dos chefes do tráfico de drogas no Bairro da Penha. Ele foi encontrado durante buscas no bairro Bonfim, em Vitória.

Polícia Civil deflagra nona fase da operação Caim
Polícia Civil deflagra nona fase da operação Caim. Crédito: Divulgação/ Polícia Civil

A Gazeta integra o

Saiba mais
Polícia Civil Vitória (ES) Operação Caim crime tráfico de drogas Alexandre Ramalho

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.