ASSINE

Líder comunitário está entre as vítimas de chacina em Vila Velha

José Quirino, mais conhecido como Mosquito, foi morto no fim da tarde deste sábado (16). Ele estava em um churrasco e foi executado a tiros juntamente com outras 4 pessoas. Polícia investiga o caso

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 16/10/2021 às 20h52
Cinco pessoas foram assassinadas em Pontal das Garças, em Vila Velha
Cinco pessoas foram assassinadas em Pontal das Garças, em Vila Velha. Crédito: Ricardo Medeiros

Cinco pessoas executadas e mais quatro feridas a tiros. Entre as vítimas da chacina ocorrida no fim da tarde deste sábado (15), em Vila Velha, está o líder comunitário da Associação de Moradores do bairro Darly Santos, José Quirino, mais conhecido como "Mosquito".

Ele e as demais vítimas participavam de um churrasco no quintal de uma casa quando os executores chegaram já atirando. O presidente da associação e mais dois homens morreram no local. Uma mulher também acabou morrendo e foi encontrada na rua que passe em frente à residência. Já no hospital Antônio Bezerra de Faria, para onde foram levados todos os feridos, um quinta morte  foi confirmada.

Mosquito estava há pelo menos um ano à frente da Associação de Moradores. No dia 19 de dezembro de 2020, ele participou da assinatura de contratos de financiamento para obras de infraestrutura de 13 ruas dos bairros Daly Santos e Pontal das Garças.

Na solenidade, ele contou na época, em registro pesquisado pela reportagem de A Gazeta no site da Prefeitura de Vila Velha, que era um momento histórico para a população da região. "É um sonho que está se tornando realidade", disse ele.

DEMAIS VÍTIMAS

Até o momento, somente o líder comunitário e a mulher, identificada apenas pelo nome de Elaine, foram identificados. Três pessoas seguem internadas no hospital, sendo que pelo menos uma delas em estado grave. Os demais mortos não tiveram a identificação informada pela polícia

Chacina deixa cinco mortos em bairro de Vila Velha

A área onde ocorreu o crime brutal foi isolada pela Polícia Militar até a chegada da perícia da Polícia Civil. Nenhum suspeito havia sido detido ou identificado pela polícia até as 20h deste sábado.

Em nota, a Polícia Civil informou que a equipe do Plantão do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionada e está em diligências neste momento, realizando os primeiros levantamentos. Quatro pessoas foram a óbito no local e uma quinta vítima faleceu no hospital. Mais três pessoas foram baleadas e sobreviveram. Os corpos das vítimas fatais foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória.

Além da equipe do plantão, policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa de Vila Velha e uma equipe da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) foram acionados e atuam nas diligências. Informações sobre motivação e dinâmica do crime já estão em apuração, mas ainda não serão divulgadas para preservar a investigação.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.