ASSINE

Julgamento do acusado de matar amigo em 2008 começa nesta quinta no ES

O primeiro procedimento é a escolha dos jurados que vão decidir o destino do réu Marcos Vitor Rocha Martins, acusado de matar Leonardo Zanotelli Cavalcante 12 anos atrás. Logo depois, terão início os interrogatórios das testemunhas no Fórum de Vila Velha

Publicado em 03/12/2020 às 09h39
Atualizado em 03/12/2020 às 09h39
O crime aconteceu em Vila Velha
Leonardo Zanotelli Cavalcante foi morto em 2008. Crédito: Arquivo pessoal

Começa, nessa quinta-feira (03), o julgamento de Marcos Vitor Rocha Martins, acusado de matar o jovem Leonardo Zanotelli Cavalcante, em Vila Velha. O caso aconteceu em 2008. De acordo com as investigações, Marcos convidou o amigo para ir à casa dele e pegou uma arma do pai dele, que era policia civil, colocou munição e, ao mexer na arma, atirou contra Leonardo, que tinha 18 anos na época.

O primeiro procedimento é a escolha dos jurados, que vão decidir o destino do réu, e logo depois tem início os interrogatórios das testemunhas no Fórum de Vila Velha.

A família da vítima busca por Justiça há 12 anos. "A expectativa para quinta-feira é que o corpo de sentença tenha a empatia de ver a nossa dor, o nosso sofrimento e a nossa luta por Justiça, e que o resultado seja eu ouvir: 'condenado'. Não existe outra resposta para mim", comenta Bernadete Zanotti Cavalcante, mãe de Leonardo.

O crime aconteceu em Vila Velha
Marcos Vitor Rocha Martins vai a juri popular. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta

Esse é o segundo julgamento do caso. No primeiro, em 2014, Marcos Vitor Rocha Martins foi inocentado pelo Tribunal do Júri pelo assassinato de Leonardo. O Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) anulou o julgamento que absolveu Marcos. Segundo o Tribunal de Justiça, não foram consideradas provas claras, como o réu ter assumido o crime para a atendente de um hospital para onde a vítima foi levada.

Leonardo Zanotti Cavalcante foi morto com um tiro no rosto próximo ao Terminal de Vila Velha. Ele fazia faculdade de administração em uma universidade no município. A reportagem da TV Gazeta procurou a defesa do réu, mas não conseguiu localizá-la.

Com informações de Aurélio de Freitas, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.