ASSINE

Jovem de 20 anos é morta a facadas pelo marido em Cariacica

Ludiane Braz Corrêa, 20 anos, chegou a ser socorrida pelos vizinhos, mas morreu a caminho do hospital. Marido não aceitava o fim do casamento. Leonardo Alves Soares Rios, de 23 anos, foi preso

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 07/05/2022 às 12h29
Ludiane Braz Corrêa, de 20 anos foi morta a facadas por Leonardo Alves Soares Rios, de 23 anos
Ludiane Braz Corrêa, de 20 anos foi morta a facadas por Leonardo Alves Soares Rios, de 23 anos. Crédito: Reprodução

A jovem Ludiane Braz Corrêa, de 20 anos, tentava pôr fim ao casamento. Mas, na noite de sexta-feira (23), foi morta a facadas, dentro de casa, pelo marido Leonardo Alves Soares, 23 anos. 

O crime aconteceu no bairro Oriente, em Cariacica. Segundo familiares, Leonardo não aceitava a separação. Ele foi preso.

Leonardo foi preso pela morte de Ludiane, com quem tinha um relacionamento há um ano
Leonardo foi preso pela morte de Ludiane, com quem tinha um relacionamento há um ano. Crédito: TV Gazeta

O casal estava junto há pouco mais de um ano e, de acordo com a família, Ludiane era agredida constantemente. Por isso, queria se separar. Na noite de sexta-feira, as agressões começaram quando a vítima estava fazendo comida.

"Ele pegou ela de costas e começou a bater nela, dar soco nela. Na hora, eu liguei para a mãe dele. Ele falou que não era para ninguém se intrometer. Quando eu vi, ele já estava com a faca na mão", contou uma irmã de Ludiane, que não quis se identificar, em entrevista para a repórter Daniela Carla, da TV Gazeta.

Irmã de Ludiane presenciou o crime
Irmã de Ludiane presenciou o crime. Crédito: Wagner Martins

Ela ainda contou que Ludiane gritou pedindo ajuda. "Eu ouvi ela gritando "Irmã, irmã, pede socorro porque o Leonardo me furou". Quando eu fui para o quarto, minha irmã já estava toda esfaqueada na cama. Ele veio para o meu lado e eu saí correndo para a rua", lembra.

Os vizinhos colocaram Ludiane em um veículo de aplicativo e a levaram para o Pronto Atendimento de Alto Lage, onde ela chegou já sem vida. 

TRAGÉDIA PERTO DO DIA DAS MÃES

Domingo seria o primeiro Dia das Mães de Ludiane, que tem um bebê. E vai ser o primeira data em que a mãe dela passa sem um dos filhos. "Vou passar o Dia das Mães de desgosto, eu criei meus filhos todos unidos, juntos", desabafou dona Maria.

Leonardo foi preso no local do crime. Segundo a Polícia Civil,  ele foi conduzido ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DEHPP). A repórter Daniela Carla, da TV Gazeta, tentou conversar com Leonardo quando ele saía do Departamento Médico Legal (DML). Contudo, ele não respondeu aos questionamentos. Confira no vídeo:

Leonardo foi autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil, contra a mulher por razões da condição de sexo feminino (feminicídio). Ele foi encaminhado para o Centro de Triagem de Viana.

APELO À JUSTIÇA

Tia de Ludiane, Sirlene fez um apelo à Justiça. "Seu juiz, eu não estou ensinando o trabalho ao senhor, mas eu peço justiça. É uma vida que foi embora e um filho que chora pela mãe", disse.

"Ele tirou uma vida, um sonho, deixou um filho de um ano chorando pela mãe, que mama no peito. Do nada, um camarada acha que é dono e tira a vida de uma pessoa. E a gente sabe que ele vai ficar um tempo e vir pra rua. Será que ele vai precisar de matar mais outra pessoa?", questionou.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.