ASSINE

Jovem de 19 anos é fuzilado em crime brutal em Vitória

Por volta das 3h da manhã desta quarta (18) um grupo armado executou o rapaz com incontáveis disparos e com tiros de grosso calibre no bairro Santo André. Perícia não conseguiu contabilizar a quantidade de perfurações no corpo

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 18/08/2021 às 10h17
Polícia
O jovem de 19 anos foi executado com disparos de grosso calibre, como mostram as cápsulas deflagradas e que foram encontradas no local do crime. Crédito: André Falcão/TV Gazeta

Nas paredes e em vários cômodos da casa, marcas de tiros e de vários calibres. No corpo, incontáveis perfurações causadas pelos disparos. Este foi o cenário encontrado em um apartamento no bairro Santo André, em Vitória, de onde Jean Victor Bispo de Almeida, de 19 anos, tentou fugir, em vão, de pelo menos cinco atiradores, na madrugada desta quarta-feira (18).

Jean Victor Bispo de Almeida foi morto com vários tiros
Jean Victor Bispo de Almeida foi assassinado com vários tiros. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Por volta das 3h, o jovem, que era da região de Andorinhas, também na Capital, estava morando escondido no imóvel, mas, segundo informações dos policiais que foram à ocorrência, ele acabou localizado por criminosos do Bairro da Penha, e foi fuzilado impiedosamente.

De acordo com a apuração da reportagem da TV Gazeta, o grupo, com armas de grosso calibre, chegou ao apartamento chamando pela vítima e se identificando como policiais. Na sequência, alguns integrantes subiram pelas escadas e, com tiros, já arrombaram a porta para depois dispararem contra o alvo.

Polícia
O apartamento onde o jovem foi morto ficou repleto de marcas de tiros no bairro Santo André. Crédito: André Falcão/TV Gazeta

No quarto, Jean tentou fugir pela janela acessando a lage de outra casa, mas na rua estava o restante do grupo, que o metralhou quando ele tentava se salvar. O jovem caiu baleado e continuou sendo alvo de disparos. A quantidade de tiros foi tanta que a perícia da Polícia Civil não conseguiu contabilizar o total de perfurações no corpo.

CENA DO CRIME

No apartamento, as marcas já na porta dão uma dimensão do poder de fogo dos executores. A maçaneta foi arrombada por um disparo de grosso calibre. No quarto onde Jean estava, paredes, janelas com várias marcas de tiros e sangue. Indicativos de uma execução brutal. 

Jovem é metralhado e apartamento fica repleto de marcas de tiros em Vitória

No entorto do prédio haviam cápsulas de tiros de escopeta (calibre 12) e também de fuzil. O crime foi tão brutal que o rosto da vítima ficou desfigurado por conta dos tiros de grosso calibre.

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL

A Polícia Civil informa que o caso seguirá sob investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Vitória (DHPP) Vitória. Até o momento nenhum suspeito foi detido e outras informações não serão repassadas para que a apuração dos fatos seja preservada.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser liberado para os familiares e para ser feito o exame cadavérico, que apontará a causa da morte.

A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

Com informações de André Falcão, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.