Homem que usava carro para fazer assaltos é preso em Vila Velha

Mais de dez vítimas procuraram a delegacia para reconhecer o assaltante, que vinha fazendo arrastões na cidade. Durante abordagem, neste sábado (16), uma mulher, de 45 anos, também estava junto com ele

Vitória
Publicado em 16/01/2021 às 19h55
Atualizado em 16/01/2021 às 19h55
Na imagem, o Celta branco que era utilizado por dupla de suspeitos durante roubos em Vila Velha
Celta branco era utilizado durante roubos em Vila Velha. Crédito: Tiago Felix/TV Gazeta

Um criminoso que vinha realizando roubos em bairros de Vila Velha usando um Celta branco foi preso pela Polícia Militar neste sábado (16). Durante uma abordagem da PM, em Coqueiral de Itaparica, o homem de 41 anos e uma mulher de 45 que estava junto com ele foram identificados pela corporação. As identidades não foram informadas. Segundo a polícia, a suspeita de 45 anos tinha um mandado de prisão aberto.

De acordo com informações da TV Gazeta, mais de dez vítimas procuraram a delegacia de Vila Velha para reconhecer o assaltante, que vinha fazendo arrastões na cidade. Após ele ser detido, neste sábado, a informação começou a circular em grupos de mensagens e as vítimas foram à polícia.

Uma recepcionista, de 23 anos, faz parte desse grupo. Ela foi assaltada no bairro Alvorada, na sexta-feira (15), e contou o que aconteceu naquele dia. 

"Estávamos eu, minha irmã - que é cadeirante -, uma outra irmã e uma amiga conversando na rua, quando a gente viu que o carro se aproximou, bem lentamente. A gente achou que ele ia pedir alguma informação. Nossa rua é bem tranquila, não tem costume de assaltos. Aí ele [o suspeito] nos abordou, colocou a arma na minha cara e mandou pra passar o celular. Tinham crianças na rua. Aí conseguimos pegar a placa do carro, porque ele saiu bem lento. Depois é que ele acelerou", contou.

Ela relata que começaram a chegar mensagens, via grupos de WhatsApp do bairro, envolvendo a prisão do suspeito. “Chegou a informação que tinham ‘pegado’ um cara num Celta branco e perguntaram se alguém sabia de alguma vítima que ele tinha feito”, recorda. Do grupo, foram três celulares roubados. Um não foi recuperado. Esse foi o terceiro celular roubado da recepcionista só nos últimos seis meses. "A sensação é de revolta e insegurança", disse.

PORTEIRA TAMBÉM FOI VÍTIMA

Na foto uma porteira, de 48 anos, que teve o celular recuperado após ter sido roubada, em Vila Velha.
Uma porteira, de 48 anos, teve o celular recuperado após ter sido roubada, em Vila Velha. Crédito: Tiago Felix/TV Gazeta

Uma porteira, de 48 anos, foi outra vítima que procurou a polícia. O roubo foi na manhã deste sábado (16), no bairro Jardim Colorado, também em Vila Velha. "O rapaz chegou num Celta branco, com uma mulher, e pela janela do carro mesmo já me assaltou e pediu o celular", disse. Com mais sorte, a porteira conseguiu recuperar o celular, que tinha comprado há quatro meses.

O QUE DISSE A POLÍCIA MILITAR

A PM informou, por meio de nota, que estava com a dupla, em Coqueiral de Itaparica, dois celulares e um iPod com as características idênticas as informadas pelas vítimas, além de um simulacro. "Ambos foram conduzidos para à 2ª Delegacia Regional de Vila Velha. O veículo foi guinchado e entregue na mesma delegacia", informou.

O QUE DISSE A POLÍCIA CIVIL

A Polícia Civil informou que os suspeitos de 41 e 45 anos foram autuados em flagrante por roubo qualificado com concurso de pessoas. A suspeita de 45 anos, ainda, possuía um mandado de prisão por homicídio ocorrido em Laginha, em Minas Gerais. Eles serão encaminhados para o Centro de Triagem de Viana.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.