ASSINE

Homem é preso suspeito de tentar matar a ex e o namorado dela em Piúma

Segundo delegada à frente do caso, homem de 36 anos estava inconformado com o fim do relacionamento com a ex-companheira, ocorrido cinco dias antes do crime

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 08/06/2022 às 16h10

Um homem de 36 anos foi preso na tarde dessa terça-feira (7), no bairro Niterói, em Piúma, no Sul do Estado, suspeito de tentar matar a ex-companheira e o atual namorado dela. Segundo a Polícia Civil, ele desferiu vários golpes de facas e pauladas nas vítimas no dia 22 de maio deste ano. O indivíduo não teve o nome divulgado.

Viatura da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo
Policiais civis realizaram diligências no bairro Niterói, em Piúma. Crédito: Carlos Alberto Silva

A ação, realizada pela Polícia Civil com apoio de guarnições da Polícia Militar, cumpriu um mandado de prisão temporária contra o suspeito por tentativa de feminicídio contra a ex-companheira dele, uma mulher de 32 anos.

A Polícia Civil informou que, no dia do crime, o homem teria invadido a residência da mulher, que estava em casa com o atual namorado de 23 anos, e agrediu as vítimas com facadas e pauladas.

Titular da Delegacia de Piúma, a delegada Rosane Cysneiros explicou que o homem estava inconformado com o fim do relacionamento, que aconteceu cinco dias antes do crime, em 17 de maio.

Segundo a delegada, o suspeito passou a ameaçar a ex-companheira e disse que, caso ela não reatasse o namoro, ele a mataria e também a pessoa que estivesse se relacionando com ela.

Rosane Cysneiros

Delegada titular da Delegacia de Piúma

"O agressor já entrou na casa portando uma faca e um pedaço de pau. Ele invadiu a residência com as vítimas dormindo na cama, passando a desferir golpes de faca na cabeça e no rosto da ex-companheira e pauladas na cabeça do atual namorado dela. As vítimas foram socorridas e o agressor se evadiu do local após o crime"

Ainda segundo a Polícia Civil, o suspeito vai responder por tentativa de homicídio qualificada por motivo fútil contra a mulher, por razões da condição de sexo feminino (feminicídio) e tentativa de homicídio qualificada por motivo fútil. "Ele foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Marataízes, ficando à disposição da Justiça”.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.