ASSINE

Presa em Piúma suspeita de matar jovem de 18 anos a facadas

Mulher presa pela Polícia Civil, também de 18 anos, teria sido a responsável pelo assassinato de Tailaine Silva Nunes, ocorrido no último dia 17, no Centro da cidade. Crime teria sido motivado por ciúmes

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 21/05/2022 às 15h12
Jovem é morta a facadas após discutir sobre triângulo amoroso no ES
A jovem Tailaine Silva Nunes tinha 18 anos de idade e foi morta a facadas. Crédito: Arquivo pessoal

Suspeita de ter assassinado, com duas facadas, a jovem Tailaine Silva Nunes, uma mulher de 18 anos foi presa na última sexta-feira (20), pela equipe da Delegacia de Polícia de Piúma. A prisão foi efetuada no bairro Niterói, em Piúma, no Litoral Sul do Espírito Santo. O crime foi cometido na última terça-feira, dia 17, e a suspeita teria discutido com a vítima, também de 18 anos, por causa de um suposto triângulo amoroso.

No dia do crime, parentes e amigos da vítima disseram à Polícia Militar que as mulheres estavam discutindo e, à noite, a vítima e uma prima teriam ido até a residência da suspeita tirar satisfação. Em seguida, elas brigaram, sendo que a suspeita desferiu dois golpes com uma faca em Tailaine. As facadas atingiram o coração e o braço da vítima.

Desde então, a Polícia Civil realizou diversas diligências e conseguiu identificar a suspeita de ser a autora do crime. Após solicitação ao Poder Judiciário, foi concedido mandado de prisão preventiva para a mulher de 18 anos.

Conforme as investigações, a motivação do crime seria ciúmes. Segundo a titular da Delegacia de Polícia de Piúma, delegada Rosane Cysneiros, a  autora do homicídio havia namorado um rapaz durante um ano e, após terminarem, a vítima começou a se relacionar com o mesmo rapaz, motivo pelo qual as duas começaram a se confrontar.

De acordo com a Polícia Civil, no dia do crime, a vítima foi até um beco onde moram os familiares do pai do filho dela e, quando saiu do local, encontrou a suspeita e ambas trocaram ofensas. Quando a vítima chegou em casa, elas continuaram se confrontando por mensagens de áudio. Momentos depois, ela saiu de casa e foi até onde a autora estava. Elas entraram em discussão verbal, vias de fato e, em seguida, a vítima foi golpeada por uma faca, indo a óbito no local.

Após o assassinato, a suspeita fugiu e foi presa somente na sexta-feira, dia 20. Ela foi encaminhada ao sistema prisional e as investigações sobre o caso continuam.

Este vídeo pode te interessar

Com informações da Polícia Civil

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.