ASSINE

Homem é morto com golpes de facão em assentamento MST, em Pinheiros

Crime foi registrado na noite de sábado (02) no assentamento Fidel Castro, na zona rural de Pinheiros, no Espírito Santo. Jose Carlos da Silva Suanderhus, de 46 anos, morreu no local

Tempo de leitura: 2min
Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 03/07/2022 às 15h40

Um homem, de 46 anos, foi morto a golpes de facão na cabeça, neste sábado (02) no assentamento Fidel Castro, do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem terra (MST), na zona rural do município de Pinheiros, região Norte do Espírito Santo. Segundo relato de testemunhas à polícia, Jose Carlos da Silva Suanderhus foi atacado por dois homens.

O crime aconteceu no assentamento, às margens da BR 101, ao lado da comunidade Lagoa Seca. Segundo o registro da Polícia Militar, quando chegaram ao local, os militares já encontraram a vítima caída e sem sinais vitais.

A companheira de José Carlos da Silva contou para a polícia que estava indo ao encontro dele, quando em uma esquina presenciou dois homens saltarem da vegetação. Eles atingiram José Carlos com vários golpes de facão na cabeça, sem chance de defesa. Ela afirma ainda que tentou intervir, mas foi impedida por um dos suspeitos. A ação, de acordo com testemunhas, foi rápida e logo em seguida os agressores fugiram a pé.

Os policiais militares que atenderam a ocorrência registraram no boletim que um dos suspeitos de ser autor do crime fazia parte da liderança do assentamento e que a possível motivação do ataque seria por desentendimento político e pessoal entre ele e a vítima.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Linhares, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.

Serviço Médico Legal (SML) de Linhares
Serviço Médico Legal (SML) de Linhares. Crédito: Brunela Alves

Sobre o crime, a Polícia Civil informou que o caso seguirá sob investigação da delegacia de Pinheiros. Disse que até o momento, nenhum suspeito foi detido e detalhes da investigação não serão divulgados, por enquanto.

A Polícia Civil destaca que a população pode contribuir com informações através do Disque-Denúncia 181, ou pelo site disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.