ASSINE

Homem é morto a tiros e duas pessoas são baleadas no Centro de Vitória

Vítima tem 27 anos e estava em uma fila para entrar no edifício das Repartições Públicas, onde está localizado o Escritório Social – vinculado à Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) – quando foi assassinado na manhã desta quarta-feira (9)

Publicado em 09/06/2021 às 11h13
Homem foi assassinado a tiros no Centro de VItória
Homem foi assassinado a tiros no Centro de VItória. Crédito: Diony Silva/TV Gazeta

Um homem de 27 anos foi assassinado a tiros e duas mulheres – de 62 e 66 anos – foram baleadas na manhã desta quarta-feira (9) no Centro de Vitória. Os disparos teriam sido efetuados próximo à Praça Oito. As duas mulheres feridas foram socorridas para um hospital na Capital. 

Segundo apurações da TV Gazeta, o homem assassinado estava em uma fila para entrar no edifício das Repartições Públicas, onde está localizado o Escritório Social – vinculado à Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) – na avenida Jerônimo Monteiro. A Sejus informou, por nota, que o local reúne"atendimentos e serviços para dar suporte aos egressos do sistema prisional e para suas famílias em diversas áreas como saúde, qualificação, encaminhamento profissional e atendimento psicossocial. Além disso, no espaço funciona o serviço de apresentação dos egressos à Justiça (Poder Judiciário)". 

O homem assassinado, conforme a Sejus, "cumpriu pena no sistema prisional no período de 06/10/2018 a 04/12/2020 pelo crime de tráfico de drogas. Ele também possui passagem por homicídio".

Um vídeo que flagrou o momento do crime mostra quando dois homens passam em uma moto e, em seguida, pessoas aparecem correndo. Um homem cai na calçada após ser atingido, um suspeito – que estava na garupa da moto – guarda a arma e foge do local.

GRITARIA NA HORA DO CRIME

Quem estava no local na hora do crime, conta que houve muita gritaria. Adelino de Souza, de 58 anos, estava na fila com a esposa, de 66 anos, e se jogou no chão no momento dos disparos. A mulher dele acabou ferida na perna.

"Foi só a pipoca saindo de lá para cá. Já deitei puxando ela, mas ela escuta pouco. Ela ficou procurando o que era, e daqui a pouco deitou e começou a reclamar de dor. Disse que um tiro tinha acertado ela na coxa. Foi aquela gritaria que parecia que tinha baleado uns 10 e eu pensei que minha esposa estava baleada em um lugar perigoso", contou.

Segundo a Polícia Militar, na manhã desta quarta-feira "o Ciodes recebeu a informação de que estaria ocorrendo disparos de arma de fogo no Centro de Vitória e que havia um indivíduo caído no local. Militares foram ao local e constataram que o homem já estava em óbito". A PM disse ainda que duas mulheres também atingidas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória.

Polícia Civil informou que a ocorrência está em andamento no plantão vigente do Departamento Especializado de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). "Somente após a finalização das diligências, que ainda estão em andamento, teremos informações do caso e se há detidos", disse, em nota.

O delegado da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Vitória, Marcelo Cavalcanti, esteve no local e disse que espera que o crime seja solucionado de forma rápida com a ajuda das câmeras que registraram o assassinato. A motivação e a autoria ainda são desconhecidas.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.