ASSINE

Esquartejado com golpes de machado em Dores do Rio Preto é identificado

Família foi ao Serviço Médico Legal de Cachoeiro de Itapemirim nesta segunda-feira (18) para liberar o corpo de Paulo Roberto de Freitas, de 43 anos. Ele deixa sete filhos

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 18/10/2021 às 17h31
Pedreiro Paulo Roberto de Freitas, de 43 anos, foi morto em Dores do Rio Preto
Pedreiro Paulo Roberto de Freitas, de 43 anos, foi morto em Dores do Rio Preto . Crédito: Reprodução/ arquivo da família

homem morto e esquartejado com golpes de machado na madrugada de domingo (17) na localidade de Córrego Frio, em Dores do Rio Preto, na Região do Caparaó, é o pedreiro Paulo Roberto de Freitas, de 43 anos. A vítima foi identificada pela família nesta segunda-feira (18), no Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim.

A irmã do pedreiro, Therezinha de Freitas, de 53 anos, foi à tarde ao SML para fazer  a liberação do corpo de Paulo Roberto. “Meu irmão trabalhava como pedreiro em obras, sem carteira assinada. Ele era divertido e gostava de sair à noite. Quanto ao crime, não sei o que aconteceu, quem foi (o autor)”, disse.

Segundo a irmã de Paulo Roberto de Freitas, o pedreiro deixa sete filhos, um em Minas Gerais e os demais, no Rio de Janeiro.

SOBRE O CRIME

Segundo informações da Polícia Militar, Paulo Roberto estava em uma festa quando foi atacado. Um homem entrou segurando um machado, foi em direção ao pedreiro e o golpeou na cabeça, sem dar chance de reação. O suspeito continuou com os golpes, desmembrando as pernas e os braços da vítima. Uma testemunha reconheceu o suspeito e informou às autoridades.

Polícia Civil informou que o caso segue sob investigação Na Delegacia de Dores do Rio Preto. Conforme a corporação, até o momento nenhum suspeito foi detido e as diligências estão em andamento.

O corpo da vítima foi encaminhado para o Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, para ser e para ser feito o exame cadavérico. A Polícia Civil destacou que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.